Fale Conosco

11 de novembro de 2013

Governo atualiza base de dados para integrar Sistema Nacional de Recursos Hídricos



O Governo do Estado, por meio da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), está atualizando sua base de dados para integrar o Sistema Nacional de Recursos Hídricos (SNRU). A integração de informações como qualidade da água, cadastro de usuários e nível dos reservatórios é uma das metas estabelecidas pelo Programa de Consolidação do Pacto Nacional de Gestão das Águas (Progestão).

Com o objetivo de agilizar a sincronização dos bancos de dados, a Aesa solicitou o apoio técnico da Agência Nacional das Águas (ANA), que enviou à Paraíba o superintendente de Gestão da Informação, Sérgio Augusto Barbosa. Em reunião com especialistas em tecnologia da informação e geoprocessamento do Governo do Estado, o dirigente apontou os caminhos a serem seguidos para o alcance das metas.

A integração dos mecanismos deve ser feita através de uma padronização nacional. Só assim será possível trocar informações de forma ágil e eficiente. Daí a importância de estabelecer um padrão para melhorar a gestão da informação. A Paraíba tem um corpo técnico experiente e não deve ter problemas para vencer esta etapa”, informou, durante o encontro realizado na semana passada.

De acordo com presidente da Aesa, João Vicente Machado Sobrinho, o uso de novas tecnologias vai possibilitar uma melhor prestação de serviço à população. Quem precisar regularizar um poço artesiano ou solicitar outorga para retirar água dos rios vai ter sua solicitação avaliada com mais agilidade.

Além desta integração com o SNRU, estamos implantando um sistema gerencial integrado na Aesa onde gerências localizadas em cidades diferentes vão poder acessar e atualizar os dados em tempo real. Com isso, vamos dar celeridade ao recadastramento dos usuários e agilizar a troca de informações dentro da Aesa”, explicou João Vicente.

Pioneirismo - A Paraíba foi o primeiro Estado a aderir ao Progestão e receber recursos financeiros para melhoria da gestão dos recursos hídricos. Cada federação tem direito a cinco parcelas de R$ 750 mil, que serão repassados de acordo com o cumprimento das metas estabelecidas pelo programa. O primeiro aporte foi repassado ao Governo do Estado em setembro passado, durante solenidade no Palácio da Redenção, onde o governador Ricardo Coutinho recebeu o presidente da Agência Nacional das Águas (ANA), Vicente Andreu Guillo.