João Pessoa
Feed de Notícias

Governo atende pleito e vai pagar dívida de agricultores junto ao Pronaf

segunda-feira, 23 de novembro de 2009 - 12:55 - Fotos: 

O Governo da Paraíba vai pagar uma dívida de R$ 614 mil e garantir que 23.992 pequenos produtores rurais tenham acesso a novos financiamentos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Foi o que anunciou o governador José Maranhão na noite deste domingo, em pronunciamento na abertura da Paraíba Agronegócios 2009, em João Pessoa, no Centro de Eventos e Negócios Henrique Vieira de Melo. “O  Governo vai pagar essa dívida dos agricultores mais humildes da agricultura familiar para não deixá-los sem a possibilidade de contratar novos empréstimos”, assegurou Maranhão.
        
A boa notícia para os cerca de 24 mil agricultores familiares foi anunciada no prazo de apenas três dias após o governador receber em audiência no Palácio da Redenção o presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura da Paraíba (Fetag), Liberalino Ferreira, acompanhado do secretário do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, Ruy Bezerra Cavalcanti Júnior.
        
Na manhã desta segunda-feira (23), o presidente da Fetag, ao saber da decisão do governo, afirmou se tratar de uma boa notícia para os agricultores porque amenizará a situação deles junto aos bancos. O Governo atendeu ao pleito e cabe agora aos agricultores fazerem a sua parte, disse Liberalino. Ele informou que no dia 11 de dezembro haverá, em João Pessoa, uma reunião do Conselho Deliberativo da Fetag, em sua sede, e que o governador Maranhão será convidado a visitar a entidade e oficializar a boa notícia aos agricultores.

O valor da dívida corresponde a apenas 1% da dívida total de R$ 61,4 milhões. Os recursos do Pronaf são repassados ao agricultores familiares pelos bancos do Nordeste e do Brasil. No encontro com o governador, Liberalino Ferrreira argumentou que os agricultores não tinham condições de quitar a parcela nem renegociar a dívida total.   prazo para que os agricultores possam formalizar a renegociação se encerra no dia 30 deste mês.

Josélio Carneiro, da Secom