João Pessoa
Feed de Notícias

Governo assina protocolos e DI de Catolé do Rocha será ampliado em 75%

quinta-feira, 3 de maio de 2012 - 19:03 - Fotos:  Secom-PB

Fábrica de calçados Glamour

O número de empresas instaladas no Distrito Industrial de Catolé do Rocha será ampliado em 75%. Para isso, o governador Ricardo Coutinho assina, nesta sexta-feira (4), um protocolo de intenções com empresas dos ramos de confecções, metalúrgica, alimentos, entre outros. Estão previstos investimentos da ordem de R$ 5,5 milhões e a geração de aproximadamente 200 empregos diretos. A solenidade acontecerá às 11h, na Cooperativa dos Produtores de Leite e Derivados (Catoleite), no próprio DI.

Além de migrar para as novas instalações no Distrito Industrial de Catolé do Rocha, as empresas The Liffe e Werbena, do ramo de confecções, e Glamour, do ramo de calçados, terão suas áreas de investimento ampliadas, passando de 2.500 m² para 11.900,84 m² e aumentarão o número de oportunidades no mercado geradas por elas, de 57 para 194 empregos.

O Distrito Industrial de Catolé do Rocha possui atualmente quatro empresas e passará a contar com sete. Juntas, elas vão gerar mais de 300 empregos diretos e indiretos. Além dessas, outras 18, localizadas em bairros da cidade, já receberam incentivos fiscais (redução de ICMS) e locacionais (terrenos, galpão) do Governo do Estado, por meio da Companhia de Desenvolvimento do Estado da Paraíba – Cinep

O DI possui uma área de 28 hectares, dotada de energia elétrica, telefone, vias públicas e topografia favorável. Do total de empresas, seis fazem parte do pacote de investimentos privados previstos para esse ano no Estado, orçados em R$ 1,4 bilhão, com a geração de 2.600 empregos.

Para a presidente em exercício da Cinep, Eriene Rafael de Souza Suassuna, a ação representa novos investimentos e geração de emprego e renda. Segundo adiantou, as novas empresas vão criar mais de 100 novos postos de trabalho. “A maioria das empresas atuava de forma precária, como falta de espaço adequado, por exemplo, no centro de Catolé do Rocha. Diante disso, o governo entendeu que seria preciso favorecer um espaço adequado para aumentar a produção e, consequentemente, o número de famílias empregadas”, destacou.

Aumento da produção – A empresária Valdelândia da Costa Brito, proprietária de uma empresa do ramo de calçados há seis anos, comemorou o incentivo do Governo do Estado, que, além de proporcionar o aumento da produtividade, vai melhorar a qualidade do produto e, consequentemente, o aumento nas vendas. Da produção bimestral de 16 mil pares de calçados, ela faz planos de chegar a 25 mil pares, cujo mercado se concentra na região Nordeste.

Ela ressaltou que, com esta ação, o governador Ricardo Coutinho demonstra um olhar para a região desfavorecida, que agora vai ter incentivo para o crescimento, gerando mais qualidade de vida também para os jovens que buscam uma oportunidade no mercado de trabalho.

“Hoje, a minha empresa funciona sem conforto. Não tem espaço para outros setores como o almoxarifado, por exemplo, e muitos funcionam num mesmo espaço. Com a iniciativa da Cinep, agora será melhor”, destacou, ao mesmo tempo em que reivindicou ao Governo do Estado e empresas parceiras a promoção de cursos de qualificação de mão de obra.

A vendedora de uma das empresas do ramo de confecção, Mércia Martins Bezerra, trabalha há seis anos na atividade e três no novo emprego, no qual cumpre uma jornada de oito horas/dia. Ela disse que a oportunidade melhorou na sua qualidade de vida, possibilitando ajudar no orçamento da família e a comprar uma moto. “Antes ganhava menos que um salário mínimo. Esse emprego foi muito bom e melhorou muita coisa”, disse.