João Pessoa
Feed de Notícias

Governo apresenta projetos para construção de terminal e reforço do Cais

terça-feira, 5 de abril de 2011 - 13:48 - Fotos: 

O governador Ricardo Coutinho foi recebido na manhã desta terça-feira (5), pelo secretário de Portos da Presidência da República, José Leônidas de Menezes, e solicitou a inclusão no PAC 2 dos projetos para construção do Terminal de Múltiplos Uso e do reforço do Cais do Porto de Cabedelo. O projeto da construção do terminal que abrigará grandes “conteiners” está orçado em cerca de R$ 350 milhões e o do reforço do Cais em R$ 150 milhões.

O ministro dos Portos, José Leônidas, ressaltou que o Governo Federal está aberto a receber projetos como esses e entende como uma prioridade o reforço do Cais do Porto da Paraíba para adequá-lo ao aumento do calado para 11 metros, o que possibilitará receber navios de grande porte.

José Leônidas agendou para as próximas semanas uma visita ao Porto de Cabedelo para verificar as atuais condições do local e as áreas destinadas a ampliação e modernização do Porto de Cabedelo. “A meta da presidenta Dilma é melhorar a infra-estrutura dos portos. Se os novos projetos apresentados pelo governo da Paraíba estiverem dentro das normas técnicas e de viabilidade econômica será aprovado e implementado”, completou o ministro.

Acompanhado do presidente da Companhia Docas, Wilbur Jácome, o governador ressaltou a importância desses projetos para alavancar a movimentação do Porto de Cabedelo que representa um caminho importante para o desenvolvimento do Estado. O governador ressaltou que o Porto de Suape (PE), vizinho a Paraíba, funciona com 18% além de sua capacidade. Esse seria mais um motivo do Porto de Cabedelo preparar sua infraestrutura para ser uma alternativa viável para o transporte de cargas devido a sua excelente posição geográfica em ralação a Ásia, África e Europa e estar situado no centro do Nordeste.

O presidente da Docas, Wilbur Jacome, disse que a nova gestão está comprometida a criação de uma infra-estrutura logística para receber grandes cargas, o que será viabilizado com a construção de um terminal de “conteiners” e reforço do Cais que possibilitará movimentar cerca de 50 mil em um ano.