João Pessoa
Feed de Notícias

Governo apoia realização da Multifeira Brasil Mostra Brasil e evento movimenta economia paraibana

segunda-feira, 25 de julho de 2016 - 12:58 - Fotos:  Secom-PB

O Centro de Convenções de João Pessoa está sediando mais uma vez a Multifeira Brasil Mostra Brasil, nesta sua 23ª edição. Desde 2013, o evento, que antes ocupava as dependências do Espaço Cultural, passou a ter novo endereço, ganhando um espaço mais amplo e moderno, e oferecendo mais oportunidade de negócios. O Governo do Estado participa diretamente da Feira, por meio de facilidades promovidas pela Receita Estadual aos expositores locais e de outros estados, visando à comercialização de produtos, e oferecendo serviços para os consumidores durante o evento, movimentando, assim, a economia paraibana.

Desde que acontecia nas dependências do Espaço Cultural, a feira já era sucesso. Mas em 2013, aconteceu uma significativa mudança. A Multifeira passou a acontecer no Centro de Convenções de João Pessoa, construído pelo Governo do Estado para o desenvolvimento do turismo, cultura, economia e comércio paraibanos. Nesta edição de 2016, o governo estadual participa da feira também por meio de diversos órgãos, a exemplo da Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado da Paraíba (Procon-PB); Programa de Artesanato Paraibano (PAP); Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano; Corpo de Bombeiros; Polícias Civil e Militar – estes três últimos com apoio logístico de segurança e que também estarão divulgando suas ações e atividades para o público participante do evento.

Quem confirma o apoio direto do Governo do estado na Multifeira é o diretor do Centro de Convenções, Ferdinando Lucena. “O Governo do Estado participa de forma direta da Feira, por meio de facilidades promovidas pela Receita Estadual. A Brasil Mostra Brasil ativa a economia e o comércio por dez dias, aumentando o fluxo de vendas das empresas participantes”, afirmou o gestor.

Espaço amplo e moderno – O Centro de Convenções de João Pessoa foi projetado para ser um dos mais modernos do país, com todos os equipamentos necessários para realização de grandes projetos. Sua estrutura é composta por quatro prédios principais: a Torre do Mirante, o Pavilhão de Feiras e Exposições, o Pavilhão de Congressos e Convenções e o Teatro Pedra do Reino.

Buscando inserir ainda mais o Estado da Paraíba no contexto do Turismo de Negócios, o Centro de Convenções de João Pessoa, que tem uma área total construída de 48.676m2, tem capacidade para receber eventos empresariais, como feiras de exposições, simpósios e congressos, além de grandes espetáculos, como peças teatrais e concertos.

O Pavilhão de Feiras e Exposições oferece 19 mil m² de área construída e área livre para exposições e estandes de 15 mil m², com capacidade para até 20 mil pessoas, dependendo da quantidade de expositores. Dividindo o espaço, é possível executar até quatro eventos simultaneamente.

Foram distribuídos quatro locais de credenciamento e venda de ingressos, além de lanchonete externa com espaço para 72 mesas, lanchonete interna e oito saídas de emergência. Além disso, no subsolo existe uma área técnica, projetada com a tecnologia mais moderna, com um sistema de exaustão mecânica, em que todas as instalações poderão ser feitas e distribuídas de forma a fornecer aos estandes pontos de água, esgoto, eletricidade e cabeamento estruturado.

Paraíba na história da feira – Em 1992, o empresário Wilson Pereira fundou, juntamente com a esposa Jucélia Rocha, uma empresa promotora de eventos que em 1995 realizou a primeira edição da Multifeira Brasil Mostra Brasil em João Pessoa e também em Natal. Na época, o maior trabalho foi convencer empresários do sul e sudeste do país que o mercado do Nordeste estava em expansão para um evento multisetorial.

Na divulgação da Feira deste ano, o empresário Wilson Pereira garantiu que já bem antes teve uma visão clara do sucesso da Brasil Mostra Brasil (BMB). “Quando cheguei a João Pessoa para fazer a BMB pela primeira vez, eu já tinha em mente o evento que todos vocês visualizam hoje. Mas era só uma ideia que ganhou força com a persistência do trabalho e a força em superar obstáculos”, afirmou.

Participação de órgãos estaduais – Nos dez dias de funcionamento da feira, a população terá a oportunidade de conhecer mais de perto o trabalho e os serviços prestados por alguns órgãos do governo estadual, entre eles, o da Polícia Civil da Paraíba. No estande com quase 250 metros quadrados, montado pelo segundo ano consecutivo na BMB, os visitantes podem conhecer as atribuições legais e a atuação dos policiais civis em operações de repressão qualificada já realizadas no estado.

Os participantes da Multifeira também podem saber um pouco da história da Polícia Civil de Carreira que existe desde 1981 e ainda conferir o trabalho realizado diariamente por delegacias especializadas, o funcionamento de plantões, entender o trabalho da Academia de Polícia Civil (Acadepol) – que oferece cursos de formação para os policiais, conhecer como funciona o Instituto de Polícia Científica (IPC) e as tecnologias utilizadas pela instituição. A delegacia móvel também está estacionada no estande com toda a estrutura apresentando como funciona o registro de ocorrência na unidade.

E, assim como no ano passado, o estande da PC levou para o evento a Unidade Itinerante de Treinamento Avançado de Tiro – um simulador móvel instalado em um caminhão especialmente adaptado para este fim, que percorre todas as cidades do estado, levando aos policiais paraibanos a oportunidade de aprimorar os conhecimentos e aptidões no que se refere ao treinamento de tiro. A unidade itinerante foi adquirida com recursos de convênio feito com o Governo Federal, por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), órgão ligado ao Ministério da Justiça, e com contrapartida do Governo do Estado da Paraíba.

O equipamento de tiro representa redução no custo do treinamento dos policiais civis, visto que no montante de um milhão de disparos com munição real o custo alcança em média R$ 3 milhões. No simulador, essa mesma quantidade de disparos tem o custo total reduzido drasticamente para R$ 80 mil.

Outro estande presente do governo estadual é o da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), expondo as principais ações do órgão e promovendo o enfrentamento do trabalho infantil. O objetivo é conscientizar a população que vai ao evento sobre as péssimas formas de trabalho que são submetidas crianças e adolescentes, desde os serviços domésticos a exploração sexual.

A Secretaria, por meio da Coordenação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, organizou um espaço com balões coloridos, mesinhas para crianças e elaborou atividades lúdico-pedagógicas com a temática Trabalho Infantil para receber os visitantes da Feira.

Também está sendo divulgado na feira o Disque Estadual 123, uma ferramenta para o enfrentamento de qualquer tipo de direito violado, que atende as denúncias de forma sigilosa, encaminha e monitora os casos. Ainda no Estande da Sedh, há distribuição de canetas e adesivos que fazem um alerta sobre o Trabalho Infantil. A ideia é mobilizar a sociedade, para que com a ajuda de todos, a problemática que ameaça o futuro de crianças e adolescentes de toda a Paraíba seja revertida.

A abertura da Feira aconteceu na tarde da última sexta-feira (22) e segue até o próximo domingo (31), funcionando das 15 às 23h, em uma extensão de quase 14 mil m² de área montada e mais de 350 estandes. A expectativa dos organizadores é que passem pelo local cerca de 120 mil pessoas.