Fale Conosco

26 de março de 2015

Governo anuncia mudanças para a 16ª edição do Festival de Artes de Areia



O 16º Festival de Artes de Areia vai acontecer em setembro deste ano, diferentemente das edições anteriores, quando a abertura do evento ocorria paralelamente à da Rota Cultural Caminhos do Frio. A decisão foi discutida em reunião realizada com representantes da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), Fundação Espaço Cultural José Lins do Rego (Funesc), Secretaria de Estado de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), além da Prefeitura Municipal de Areia.

Outra decisão anunciada durante a reunião é que as oficinas, que faziam parte da programação do Festival de Artes, não serão mais realizadas. Em substituição, será implantado um projeto pedagógico que irá abordar, já a partir do segundo semestre do ano letivo, as temáticas do evento, assim como o homenageado da edição. A abordagem vai ocorrer em escolas públicas estaduais, municipais e particulares da cidade. Os distritos próximos à Areia, a zona rural e a comunidade quilombola, além dos artistas da cidade, serão contemplados na programação do Festival, que ocorrerá de 3 a 6 de setembro.

Homenagem – A reunião serviu também para a escolha do homenageado da 16ª edição do Festival de Artes de Areia. Será o areiense Horácio de Almeida, autor do livro historiográfico “Brejo de Areia”, escrito em 1958. O livro será a obra temática de referência para a identidade visual do Festival e o projeto pedagógico das escolas.

Formado em Direito pela Faculdade do Recife, Horácio de Almeida é considerado um dos maiores intelectuais da Paraíba. Além de “Brejo de Areia”, ele escreveu ainda “História da Paraíba” (1966 e 1978). O escritor teve ainda colaboração em diversos jornais do Estado. Horácio de Almeida tinha atenção especial com a construção da história e identidade do lugar de origem.