João Pessoa
Feed de Notícias

Governo amplia equipes de saúde que atuam no sistema carcerário

quinta-feira, 9 de junho de 2011 - 16:49 - Fotos: 

O Governo do Estado, através de uma parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde (SES) e Secretaria da Cidadania e Administração Penitenciária (Secap) ampliará o atendimento à saúde dentro do sistema prisional do Estado. A reunião para definir as ações que deverão beneficiar 8.200 apenados, distribuídos nos 19 presídios e nas 62 cadeias públicas, aconteceu na manhã desta quinta-feira (9) na sede da SES.

Atualmente existem oito equipes formadas por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, assistentes sociais e psicólogos que atendem os apenados. A intenção é dobrar o número de equipe até o final deste ano. “Vamos dobrar esta equipe para que possamos dar uma maior atenção a saúde dos apenados. Com isso, as equipes vão poder fazer um levantamento maior dos casos que são clínicos e daqueles que precisam de cirurgias”, acrescentou o secretário de saúde, Waldson Dias de Souza.

Para o secretário da Administração Carcerária, Harrison Targino, o cuidado com a saúde do apenado é acima de tudo uma questão humanitária. “Estamos construindo ações de política pública voltada para a saúde da população carcerária. Isso é sinônimo de humanização. Atualmente, o número de equipes que atuam no sistema carcerário ainda é insuficiente para a demanda. Essa foi uma determinação do próprio Governdaor”, acrescentou.

Ação nos presídios – Outra novidade, é que a partir do mês de julho, a SES também estará levando às unidades do Sistema Prisional ação de saúde como vem acontecendo nos quartéis. “Iremos iniciar serviços de saúde nos presídios, do mesmo jeito que estamos realizando nos quartéis com a polícia. A ação terá periodicidade durante todo o ano e desta forma teremos como preparar uma retaguarda na rede hospitalar pública estadual para atender os casos mais graves”, informou Waldson Souza.

Um calendário está sendo elaborado para as visitas nos presídios. Os apenados terão acesso a exames de sangue, teste de glicemia, teste para hepatite B, hepatite C e HIV. Uma equipe da SES irá fazer orientação com material educativo e aconselhamento. Os exames de próstata (PSA) e a realização do teste de Fagerstrom (que mede a dependência de nicotina no organismo).