Fale Conosco

5 de março de 2012

Governo adquire 400 veículos e investe R$ 5,9 mi em armamento



O Governo do Estado vai entregar, na tarde desta terça-feira (6), 200 novos carros destinados à Polícia Militar (PM) em toda a Paraíba. Também serão entregues 200 motos – dez delas vão para o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e as demais para as equipes de motopatrulha da polícia paraibana. A PM receberá ainda reforço no arsenal de armas e munições, num investimento de R$ 5,9 milhões.

As aquisições foram anunciadas pelo governador Ricardo Coutinho no início da tarde desta segunda-feira (5), durante o programa radiofônico Fala Governador. Dos novos carros destinados à PM, 100 são do modelo Palio Weekend, motor 1.6, e 100 do modelo Ranger cabine dupla, 4×4, motor 3.0 turbo. A potência dos veículos foi pensada com o intuito de facilitar o trabalho policial, sobretudo durante perseguições.

Os carros são emplacados na Paraíba, possuem seguro e foram adquiridos por meio de contratos de locação. O investimento no aluguel é de R$ 820 mil por mês e R$ 9,8 milhões ao ano, segundo dados da Secretaria de Estado da Administração. De acordo com Ricardo Coutinho, a escolha pelo contrato de locação foi tomada com o intuito de diminuir despesas com manutenção dos automóveis e garantir o funcionamento de todos eles.

“A máquina do Estado tem uma dificuldade profunda de repor ou consertar rapidamente um veículo próprio. Os carros da polícia, por rodarem muito, precisam de reparos frequentes. Com a locação, caso ocorra qualquer problema no veículo, muito mais do que conserto, temos um carro novo em menos de 24 horas. Isso nos dá a garantia de que o serviço policial não vai parar”, explicou.

Ricardo ainda frisou que o Estado tem gastos excessivos com oficinas, para realizar reparos em veículos da frota própria do Governo. “Os carros que temos estão desgastados e amontoados por aí. Por isso fizemos a escolha pela locação”, acrescentou. Já as motos foram adquiridas pelo Detran-PB, em parceria firmada com a Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social (Seds).

Armamento – A polícia paraibana também receberá novas armas e munições. No geral, serão 403 novas metralhadoras ponto 40, com laser e lanterna (que, juntas, custaram R$ 1,8 milhão); 300 espingardas calibre 12 (investimento de R$ 438 mil); 40 pistolas (R$ 2,6 milhões); além de R$ 264 mil de munições não letais e R$ 764 mil de letais.

“O Estado continua a buscar melhores condições de trabalho para os policiais, para que isso possa se reverter em melhor construção da política de paz social. É preciso que nossas polícias estejam em condições de agir quando forem acionadas”, disse o governador, destacando ainda o reajuste salarial que os policiais tiveram no início deste ano, quando os soldados receberam aumento de 18,5%.

As viaturas e os equipamentos serão entregues para a PM em solenidade a ser realizada no Parque Solon de Lucena,em João Pessoa, a partir das 16h30.

Call Center – O governador ainda falou sobre o início dos trabalhos para instalação de duas unidades de call center da empresa AeC – uma em João Pessoa e outraem Campina Grande. Juntas, elas vão gerar cerca de seis mil empregos. Segundo Ricardo Coutinho, a chegada da empresa atende a demanda pelo primeiro emprego.

“O Governo do Estado captou recursos, levou às prefeituras de Campina Grande e João Pessoa, e a papelada foi assinada. Nos colocamos à disposição da AeC e atendemos de prontidão às solicitações deles, fazendo com que a empresa visse no Estado as melhores condições para expandir seus negócios. Agora, vamos garantir emprego para nossos jovens. Para muitos, inclusive, será a primeira experiência profissional”, disse Ricardo.

O prédio que sediará a unidade da empresa em Campina Grandeestá sendo reformado e deve começar a funcionar já no próximo mês de abril. Já o de João Pessoa, que será inteiramente construído, tem previsão de funcionamento para meados de junho.