Fale Conosco

15 de maio de 2013

Governo abre programação da Semana de Luta Antimanicomial



14.05.13 lll semana estadual de luta antimanicomial fotos roberto guedes secom pb 2 270x202 - Governo abre programação da Semana de Luta AntimanicomialO Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), iniciou, nesta terça-feira (14) as atividades da 3ª Semana de Luta Antimanicomial que tem como tema: “Que Lugar Ocupar?”. A abertura oficial das atividades aconteceu no auditório da Reitoria da Universidade Federal da Paraíba, Campus de João Pessoa, com a palestra “O Processo de Implantação e Ampliação da Rede de Atenção Psicossocial”, que teve como conferencista a coordenadora adjunta da Área Técnica de Saúde Mental do Ministério da Saúde, Fernanda Nicácio. A programação vai se estender até o dia 18, quando será lembrado o Dia Nacional de Luta Antimanicomial.

Durante todo o dia, a SES promoveu a “Oficina de Redução de Danos” para os profissionais que trabalham nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) de várias cidades do interior do Estado. O evento também foi realizado no auditório da Reitoria da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Campus de João Pessoa. Antes da oficina, um grupo de samba formado por usuários dos CAPS AD de Cabedelo e que participam das oficinas terapêuticas fez uma apresentação cultural.

14.05.13 lll semana estadual de luta antimanicomial fotos roberto guedes secom pb 1 270x202 - Governo abre programação da Semana de Luta AntimanicomialNa abertura da oficina, a coordenadora Estadual de Saúde Mental, Shirlene Queiroz de Lima, disse que a Paraíba tem motivos de sobra para comemorar a 3ª Semana de Luta Antimanicomial pelo fato de ser o primeiro lugar no Brasil com a maior cobertura de CAPS por número de habitantes e contar com uma rede preparada para acolher e atender bem os dependentes químicos. “Estamos trabalhando para fechar os leitos psiquiátricos, criar mais CAPS e tratar o usuário de drogas com respeito e atenção”, destacou.

Em João Pessoa, a programação será realizada até a sexta-feira (17) quando serão debatidos vários temas a exemplo de “Dialogando sobre a Internação Compulsória”, “Discutindo a Questão da Violência: da Percepção à Notificação dos Casos”, “Conversando sobre a Desinstitucionalização”, “Atenção a Urgência e Emergência em Saúde Mental”, além da realização da “Marcha com Amigos, Profissionais, Familiares e Usuários de Saúde Mental”.

Nas cidades do interior do Estado, onde existem serviços na área de saúde mental, também vão acontecer atividades alusivas a III Semana Estadual de Luta Antimanicomial como a realização de rodas de conversas sobre o tema, apresentações culturais, debates, palestras, oficinas, distribuição de material informativo sobre o CAPS, caminhadas, entre outras atividades.