João Pessoa
Feed de Notícias

Governo abre Conferência Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural em Campina Grande

quinta-feira, 7 de abril de 2016 - 09:04 - Fotos:  Secom-PB

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido, em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), abriu, nessa quarta-feira (6), a 2ª Conferência Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural da Agricultura Familiar e Reforma Agrária da Paraíba – Ceater. O evento acontece até sexta-feira (8) no Garden Hotel em Campina Grande. O secretário de Estado da Agricultura Familiar, Lenildo Morais, participou da solenidade.

A programação destaca a importância da Assistência Técnica e Extensão Rural como fomentadora da transição agroecológica e, consequentemente, da melhoria e qualidade dos alimentos consumidos no país.

Para o secretário Lenildo Morais, a conferência é um compromisso para garantir a implementação de políticas públicas. “Esse é o momento de dialogar e refletir sobre o quanto ainda é necessário fortalecer mecanismos que permitam um serviço de assistência integrado com os governos federal, estadual e municipal, contribuindo para potencializar as diferentes políticas setoriais no meio rural”, concluiu.

A 2ª Ceater, conjugada com outras 15 conferências territoriais já realizadas no estado, representa a continuidade de um compromisso em prol dos serviços de assistência técnica e extensão rural para a promoção do desenvolvimento rural sustentável com base na agricultura familiar e reforma agrária.

Segundo o presidente da Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar na Paraíba (Fetraf), Ednaldo Leite, esse momento serve para as entidades cobrarem dos poderes públicos mais apoio para a infraestrutura de produção dos pequenos agricultores paraibanos.

De acordo com o delegado do MDA na Paraíba, Gonzaga Júnior, a segunda Ceater, é fruto do trabalho desenvolvido em conferências territoriais que reuniram mais de 1,5 mil pessoas que buscam estratégias e ações prioritárias para promoverem a universalização da assistência técnica e extensão rural pública e de qualidade aos agricultores familiares e assim ampliar a produção de alimentos saudáveis para todos. “Eventos como esse tornam possível construir um modelo de desenvolvimento rural mais justo, sustentável e solidário, com qualidade de vida, de renda e preservação ambiental”, observou Gonzaga.