João Pessoa
Feed de Notícias

Governador vistoria retomada das obras da Adutora São José

terça-feira, 3 de maio de 2011 - 12:51 - Fotos: 

O governador Ricardo Coutinho vistoriou, na manhã desta terça-feira (3), o início das obras da adutora São José, que vai possibilitar uma maior disponibilidade de água para a população de Campina Grande e mais 14 cidades da região. A adutora, que estava paralisada desde o início do ano passado, vai trazer água da estação de Gravatá, em Queimadas, para o reservatório Santa Rosa, em Campina Grande, beneficiando cerca de 500 mil pessoas.

A obra faz parte do Plano de Aceleração do Crescimento (Pac)

Um investimento de R$ 22 milhões provenientes da Caixa Econômica e do Governo do Estado, por meio do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC 1), possibilitará a conclusão da adutora em ferro fundido e aço que possui uma extensão de 19 mil metros.

Acompanhado do secretário executivo do PAC, Ricardo Barbosa, o superintendente da Cagepa, Deusdete Queiroga, o superintendente regional da Caixa em exercício, Celizo Bezerra e o secretário chefe de gabinete do governador, Lúcio Flávio Vasconcelos, Ricardo foi conferir os serviços de colocação da tubulação no bairro Novo Cruzeiro, em Campina Grande.

Ricardo informou que a obra estava parada desde janeiro do ano passado por estar em situação de tomada de contas no TCU, mas as secretarias envolvidas conseguiram destravar os recursos e reiniciar as obras. Ricardo informou que as obras já foram iniciadas com mais de 50 funcionários, que trabalham nas escavações para concluir os 5 quilômetros que faltam no trecho mais difícil, em uma área urbana e da serra, mas que será concluída em 12 meses”, explicou.

A importância da obra como reforço as outras três adutoras existentes em Campina Grande dando uma condição mais tranqüila para a população de Campina Grande e da região que terá uma oferta maior de água tratada também foi abordada pelo chefe do Executivo Estadual. “A questão do abastecimento de água terá um local privilegiado na agenda política do nosso governo”, completou.

Já Deusdete Queiroga acrescentou que na adutora serão instaladas válvulas controladoras de vazão e Tanques de Amortecimento Unidirecional (TAU), que vão proteger a adutora do impacto da água, causado pela interrupção do bombeamento, que ocorre em geral por falta de energia elétrica. “A instalação do TAU diminui a necessidade de manutenção e prolonga a vida útil dos equipamentos”, concluiu.

Clique e ouça Ricardo falando sobre a retomada dos serviços da Adutora

Presidente da Cagepa fala sobre como será o trabalho na Adutora São José