Fale Conosco

18 de abril de 2012

Governador visita aldeia e anuncia ações para povo indígena



Neste 19 de abril, Dia do Índio, o governador Ricardo Coutinho visita a aldeia São Francisco, no município de Baia da Traição, a partir das 10h, para celebrar a data com os potiguaras, a exemplo do ano passado, quando se tornou o primeiro governante a participar das comemorações do dia dedicado aos povos indígenas. Na ocasião, ele anunciará ações nas áreas da educação, saúde, segurança e de incentivo à geração de emprego e renda.

Durante as comemorações, o governador Ricardo Coutinho assinará um convênio, por meio do Projeto Cooperar, para beneficiar 16 famílias indígenas da Aldeia Forte. O convênio, no valor de R$ 96,3 mil, vai viabilizar um projeto de avicultura caipira, cujas famílias contempladas poderão produzir por ano 10 mil quilos de frangos e 2.750 dúzias de ovos.

Ainda na solenidade, o governador fará o lançamento da Patrulha Rural Indígena, que tem como objetivo garantir a segurança das 32 aldeias. Uma viatura com três policiais deverá percorrer diariamente o Vale do Mamanguape.

Educação – Um dos pleitos dos índios Potiguara apresentados ao governador em 2011 foi a construção da Escola Índio Antonio Sinésio, na aldeia Brejinho. A reivindicação já está sendo atendida pelo Governo do Estado e, quando concluída, a unidade contará com seis salas de aula. Estão sendo investidos na obra R$ 752.799,60.

Hoje a população dos potiguaras é de 12 mil índios distribuídos em 32 aldeias nos municípios de Baía da Traição, Rio Tinto e Marcação, no Litoral Norte da Paraíba. O Estado oferece educação escolar indígena em nove escolas, que assistem atualmente a 2.499 índios potiguara.

 

A gerente operacional de Integração Escola Comunidade (Goiesc), da Secretaria de Estado da Educação, Hígia Margareth, revelou que uma das metas do governo é a construção do diálogo entre os professores, gestores e as lideranças indígenas. Mensalmente, acontecem reuniões com as nove escolas para a construção dessa proposta diferenciada.

 

A chefe do Núcleo de Educação Escolar Indígena, Guiomar Bezerra Ramos,  informou que uma das ações do governo dirigidas aos potiguaras se realizará na próxima terça-feira (24), quando será debatida a elaboração do Plano Estadual de Educação Indígena. O 1º Encontro Intersetorial Voltado para Educação dos Povos Indígenas da Paraíba acontecerá das 8h às 17h, no ginásio do SESI, na cidade de Rio Tinto, com a participação de duzentas pessoas. O objetivo é fortalecer as políticas públicas neste setor.

 

“O plano será algo realmente excepcional, deixa claro a determinação do governo em valorizar os povos indígenas, o respeito às diferenças, à diversidade”, enfatizou a professora Guiomar Bezerra.

 

Outra ação do governo em prol dos potiguaras foi a criação, em 2011, de uma assessoria especial do povo indígena na Secretaria da Mulher e Diversidade Humana. Cacique Sandro foi nomeado como o representante dos indígenas.

 

Dengue – Uma ação de prevenção à dengue também será realizada durante as comemorações do Dia do Índio na Aldeia São Francisco. Vão ser distribuídos 1.500 jogos educativos a alunos de 7 a 10 anos de idade e aproximadamente 20 mil panfletos sobre a dengue.  O material será usado em sala de aula, com o objetivo de criar nos profissionais de educação condutas de saúde voltadas para o atendimento e classificação de risco dos pacientes com suspeita de dengue.

 

Essa ação faz parte do Projeto “Olimpíada de Combate à Dengue”, um trabalho de educação e prevenção que começou no último trimestre do ano passado e já atendeu a vários municípios das regiões do Brejo e do  Sertão do Estado. O objetivo é educar e instruir as crianças de 7 a 10 anos de idade sobre as ações de combate à proliferação do mosquito Aedes Aegypti.  O material consta de um jogo de tabuleiro, um quebra-cabeça e um jogo da memória, todos enfocando as formas de prevenção e combate à doença.

 

Jogos Indígenas – No período de 24 a 27 de maio, o Governo do Estado promove os Jogos Indígenas 2012. O evento, realizado por meio da Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), pretende reunir mais de 300 índios e acontecerá na Aldeia Tora, na Baía da Traição, Litoral Norte. Os índios vão disputar as modalidades de canoagem, maratona, corrida da tora, futebol, cabo de guerra, futsal, arco e flecha e lançamento de lança.