João Pessoa
Feed de Notícias

Governador Ricardo Coutinho recebe sambista Zé Katimba

sexta-feira, 15 de março de 2013 - 18:26 - Fotos:  Francisco França / Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho recebeu em audiência o compositor e sambista Zé Katimba, paraibano nascido em Guarabira e um dos fundadores da Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense, do Rio de Janeiro.  O encontro aconteceu no Palácio da Redenção, no gabinete do governador, na tarde desta sexta-feira (15).

Zé Katimba, 80 anos, é autor de mais de 800 músicas e tem como um dos principais parceiros nas composições o sambista Martinho da Vila. O autor de inúmeros sambas- enredo de sucesso e vencedor de dez carnavais pela Imperatriz, veio propor ao governador Ricardo Coutinho uma parceria para que o Governo do Estado participe de um projeto para o carnaval de 2014.

Na visita a Ricardo Coutinho, Zé Katimba esteve acompanho do prefeito de Guarabira, sua terra natal, Zenóbio Toscano, e do jornalista carioca Fernando Paulino, autor do livro ‘Zé Katimba’, obra que resgata a trajetória do artista paraibano. O governador foi presenteado com um livro autografado pelo autor e por Zé Katimba.

 

José Ignácio dos Santos,  o Zé Katimba, saiu da Paraíba com apenas 10 anos de idade e há 70 anos não visitava sua terra.  Em 1959 foi um dos fundadores da Imperatriz Leopoldinense. “Sou o único sambista que tem essa trajetória de passar por todos os segmentos da escola, da fundação até a presidência, além de mais de 800 canções gravadas e conhecidas no mundo”, afirmou.

O autor do livro Zé Katimba, Fernando Paulino, afirmou que a obra e vida do sambista guarabirense precisava ser registrada. “O Katimba é autor de várias mudanças no samba, formas de fazer samba, de encaminhar toda a estrutura de carnaval e muita gente desconhece isso. É uma trajetória impa. A gente que acaba idolatrando valores culturais que até não têm  nada a ver com a realidade brasileira deveria fazer esse resgate de cultura popular, entender que o trabalho de Zé Katimba está dentro do norte de uma cultura popular que precisa ser preservada o país”, comentou

.