João Pessoa
Feed de Notícias

Governador promove praças do Corpo de Bombeiros por atos de bravura

segunda-feira, 6 de maio de 2013 - 17:28 - Fotos: 

O governador Ricardo Coutinho promoveu por atos de bravuras cinco militares do Corpo de Bombeiros da Paraíba. Três deles conseguiram evitar uma chacina na cidade de Cruz do Espírito, outro salvou uma magistrada que estava se afogando quando o carro que dirigia caiu numa lagoa, e outro militar evitou um assalto a uma loja de celular em João Pessoa.

Para o posto de 3º sargento foram promovidos os cabos Flávio Soares de Oliveira, Jean Jacques de Oliveira Lima, Jaelson Soares de Oliveira e Wallace Cesário Ferreira e ao posto de 2º sargento, o 3º sargento Geraldo José de Sales. Os atos foram publicados no Diário Oficial de sábado (4).

As promoções foram assinadas pelo governador Ricardo Coutinho, após serem analisadas pela Comissão Especial de Promoção por Ato de Bravura do Corpo de Bombeiros e ratificadas pelo comandante geral da Corporação, coronel Jair Carneiro de Barros.

O então cabo Flávio Soares de Oliveira estava de férias no dia 4 de outubro de 2011, mas retornava do quartel do Comando Geral da Corporação, onde fora tratar de assunto administrativo, quando flagrou o momento em que um automóvel perdeu o controle e caiu dentro de uma das Três Lagoas, próximo ao Viaduto de Oitizeiro.

Trajando apenas uniforme de Educação Física, de imediato o militar entrou na água, e, ao se aproximar do veículo submerso, percebeu que existia apenas uma pessoa pedindo ajuda com uma das mãos para fora, presa ao veículo sem conseguir sair. Ele retirou a juíza Mirella D’arc de Melo Cabú Arcoverde de Souza pela janela do veículo, pois a porta não abria. A vítima estava em estado de choque, mas sem ferimentos.

Evitou assalto – No dia 27 de abril de 2012, o cabo Jean Jacques estava na frente da residência de um amigo quando recebeu a informação que estava acontecendo um assalto em uma loja de celular. Como estava armado, o cabo do Corpo de Bombeiros saiu correndo em direção à loja, onde visualizou dois homens armados, sendo que um estava numa moto e outro dentro do estabelecimento praticando o roubo. Jacques sacou da arma, efetuou um disparo de advertência, deu voz de prisão e conseguiu evitar o assalto.

Os outros três militares do Corpo de Bombeiros promovidos conseguiram evitar uma chacina na cidade de Cruz do Espírito Santo, na região metropolitana de João Pessoa. Jaelson Soares, Geraldo José e Wallace Cesário, todos pertencentes ao Serviço de Inteligência da Corporação, foram àquela cidade para averiguar uma suposta comercialização clandestina de mangueiras redutoras de GLP (gás de cozinha).

No caminho, receberam informação que três homens, trajando calça jeans e camisa vermelha, estavam numa Kombi se passando por bombeiros e cometendo ilícitos. Na entrada da cidade se depararam com dezenas de pessoas que os reconheceram como militares e solicitaram a intervenção deles em uma ocorrência de tentativa de homicídio.

Dois homens tentavam entrar numa residência para matar várias pessoas da mesma família e já haviam ferido uma pessoa. Os militares do Corpo de Bombeiros intervieram e conseguiram evitar a tragédia, prender os dois acusados e ainda socorrer a vítima para o Hospital de Emergência e Trauma, em João Pessoa.

Merecimento e antiguidade – Também foram promovidos ao posto de major por merecimento Saulo Alves Laurentino e Almir Peixoto da Silva; e por antiguidade Arthur Tibério de Lacerda Vieira , Keoma do Nascimento Silva, Péricles Campos Medeiros e Eudésio Estrela de Lacerda. 

Coronéis – Ainda em atos assinados pelo governador Ricardo Coutinho e publicados no Diário Oficial foram promovidos Walber Rufino e Marcelo Araújo ao posto de coronel.

O coronel Rufino é o atual responsável pela sessão de planejamento do Corpo de Bombeiros, enquanto que o coronel Araújo é o diretor de Pessoal da Corporação.