João Pessoa
Feed de Notícias

Governador prestigia encontro de mães atendidas pelo Pão e Leite

quinta-feira, 13 de maio de 2010 - 19:14 - Fotos: 
O governador José Maranhão participou na tarde desta quinta-feira (13) do I Encontro de Mães Beneficiadas do Programa Pão e Leite da Paraíba. O evento ocorreu no Sesc Centro, em João Pessoa, e reuniu cerca de 1.200 pessoas de 20 comunidades diferentes da região metropolitana da Capital. Na ocasião, as participantes assistiram a uma palestra sobre uso de entorpecentes, ministrada pelo gestor do Programa Estadual de Políticas Sobre Drogas, Deusimar Guedes.

O evento foi promovido pela Fundação de Ação Comunitária (FAC) e teve o objetivo de ajudar as mães de usuários de drogas. A presidente do órgão, Lúcia Braga, destacou que esse tipo de atividade foi inserido nas ações do Pão e Leite, porque o programa vai deixar de ter caráter apenas assistencialista e passará a oferecer outras políticas sociais. “Vamos capacitar, treinar e oferecer microcrédito aos beneficiados. E não poderíamos deixar de falar sobre as drogas, já que elas estão presentes em muitas comunidades. Em 1999, quando era deputada estadual, criei uma lei que abordava o assunto. Agora, o Governo da Paraíba deu uma proporção maior à questão e está envolvendo toda a sociedade nessa luta”, observou ela.

Apoio do Estado – Em breves palavras, o governador lembrou que a mãe tem um papel fundamental na recuperação de filho dependente químico, enfatizando que o poder público tem o dever de apóiá-la.  “O combate às drogas é uma realidade triste e o Estado não pode se omitir. Mas só conseguiremos vencer essa praga através do envolvimento da sociedade. Por isso, criamos o Programa Estadual de Políticas sobre Drogas”, explicou.

Maranhão ainda revelou que o Estado estuda a criação de centros de internação que irá oferecer tratamento gratuito e de qualidade aos usuários de substâncias químicas. Atualmente, esse tipo de assistência é feito apenas por instituições religiosas e de saúde e custam caro.

Prevenção ao crack – Com experiência de 25 anos dedicados à pesquisa na área, Deusimar Guedes esclareceu que o programa vai combater o uso das drogas lícitas e ilícitas. No entanto, as atividades serão voltadas principalmente para a prevenção do envolvimento com o crack. “Entre os entorpecentes, esse é o de maior poder de dependência. De cada 100 pessoas que o consomem, 90 ficam dependentes. Com cigarro e maconha, essa porcentagem é de 10%”, advertiu Guedes.

Durante o encontro com as mães beneficiadas pelo programa Pão e Leite, as mulheres receberam panfletos com nomes, telefones e endereços de locais onde elas podem buscar ajuda. Unidades de saúde espalhadas por João Pessoa oferecem assistência psicológica, medica e social para usuários e suas famílias.

Pão e Leite – Maranhão ainda destacou a importância do Programa Pão e Leite durante o encontro. Ele disse que a iniciativa foi criada na década de 90, durante a sua primeira gestão. “Nós organizamos esse programa ainda no nosso primeiro mandato. O governo federal não dava qualquer ajuda para a complementação alimentar. O Estado bancava sozinho. Depois o presidente Lula e criou o programa do Leite no país. Aqui, o programa recebe 25% dos recursos da Paraíba”, afirmou.

Por dia, a FAC entrega, diariamente, 120 mil litros a 120.168 famílias. O governador observou que, além do pão e do leite, o Estado vem entregando fubá nas comunidades. “Esse alimento substitui o pão com muitas vantagens do ponto de vista energético e alimentar”, acrescentou.    

As ações do governo beneficiam a vida de pessoas simples como a dona de casa Elaine Cristina Pereira. Moradora de Cruz das Armas, em João Pessoa, ela insere na alimentação dos cinco filhos os produtos doados pela FAC. “Não tenho marido. E, apesar de trabalhar fora, é difícil criar cinco filhos sozinha. Esse programa me ajuda muito”, comenta.

Nathielle Ferreira, com fotos de Ernane Gomes, da Secom-PB