João Pessoa
Feed de Notícias

Governador participa de instalação do Campus da UFCG em Sumé

sábado, 20 de março de 2010 - 13:29 - Fotos: 

O governador José Maranhão afirmou que a Paraíba está crescendo intelectualmente. Essa foi a tônica do discurso do gestor estadual durante solenidade simbólica de inauguração do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido (CDSA), Campus de Sumé, da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), nesta sexta-feira (19) à noite.

“É muito bom sentir que a Paraíba cresce, não estou falando em crescimento material, mas em crescimento intelectual. Este ato marca mais um passo decisivo nesta direção”, disse Maranhão. Para ele, a solenidade desta sexta-feira reflete não apenas uma obra do acaso, mas o coroamento de uma luta determinada. “Foi antes de tudo uma vitória para o povo da Paraíba e de Sumé”, complementou.

Ele fez questão de destacar a capacidade do reitor da UFCG, Thompson Mariz, em ousar nos investimentos para a expansão do ensino superior na Paraíba. “Tudo que a humanidade construiu até hoje resultou nesse impulso originário de ousar, de enfrentar os desafios. Passa pelos descobrimentos, inclusive, do Brasil, pela exploração espacial, que apenas começou, mas que já legou as gerações presentes e às futuras um cabedal de conhecimento”, analisou.

E mais: “Sinto que essa universidade, com pessoas que pensam assim, está fadada ao sucesso. Quando eu me refiro à universidade, não é apenas ao Campus de Sumé, mas a UFCG, a Universidade Federal da Paraíba e a Universidade Estadual como centros de saber e conhecimento”.

Maranhão lembrou que apesar dos avanços em se levar ensino superior a todas as regiões do Estado, não há espaços para acomodação. “O esforço não foi em vão, foi coroado de êxito e vai servir de exemplo para que outras regiões do Estado empreendam uma luta em busca de uma educação superior”, destacou o governador para uma platéia composta por professores, alunos, pais e prefeitos da região.

Disse ainda que o Brasil precisa se inserir no mundo competitivo da educação e destacou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem apontado os caminhos. “O que estamos vendo aqui hoje é fruto da reivindicação do povo de Sumé, mas essas coisas não aconteceriam se nós não tivéssemos um governo federal que optou pelo caminho da interiorização da universidade”.

O gestor estadual afirmou que existe um projeto de lei de sua autoria, que atualmente tramita na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, que obriga o governo em investir 5% do PIB em ensino tecnológico e científico. “Porque é disso que precisamos urgentemente”. Lembrou que é preciso se investir também no ensino médio profissionalizante e que a Paraíba já trabalha nesta direção. Algumas escolas estaduais já estão atuando nesse regime.

Ele informou que o governo tem investido na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e que autorizou a instituição a contratar um empréstimo de R$ 60 milhões, junto ao BNDES, para investir na consolidação e expansão. Informou ainda que na Lei Orçamentária Anual 2010, os recursos destinados a UEPB foram acrescidos de mais R$ 23 milhões.

Já o diretor do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido, professor Márcio Caniello, destacou o desempenho de Maranhão, ainda quando senador da República, para que a instalação do campus saísse do papel. “Sem esse empenho direto do governador José Maranhão, o Campus de Sumé não seria uma realidade hoje”, ressaltou.

O reitor Thompson Mariz agradeceu a presença do governador José Maranhão no evento. “Ele ajudou a plantar essa semente”, fez questão de dizer ao chamar Maranhão de “meu amigo”. Thompson Mariz entregou ao governador uma proposta para criação de novos campi no Estado e afirmou estar certo de que contará com o apoio do governo do Estado. Ele ressaltou que a instalação do Campus de Sumé é resultado do grito da região do Cariri. A UFCG tem sete campi (com 67 cursos de graduação) espalhados pela Paraíba.

Sony Lacerda, com fotos de Mano de Carvalho