João Pessoa
Feed de Notícias

Governador participa da missa de 7º dia da morte de Vital do Rêgo

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010 - 11:02 - Fotos: 
O governador José Maranhão participou, nesta segunda-feira (08), em Campina Grande, da missa de 7º dia pela morte do ex-deputado federal Antônio Vital do Rêgo. Ao chegar à Catedral Diocesana, acompanhado da primeira-dama do Estado, desembargadora Fátima Bezerra Cavalcanti, Maranhão disse estar solidário com o povo de Campina Grande pela morte de Vital.

“Estou aqui na condição de amigo e admirador. Vital já está fazendo uma falta imensa e vai fazer muito mais”, declarou o governador. Ao final da celebração, Maranhão abraçou o deputado Vital do Rêgo Filho, o prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo, a médica Raquel Vital do Rêgo, filhos do ex-deputado, e a viúva Nilda Gondim.

Muito emocionado, o deputado Vital do Rêgo Filho agradeceu todas as manifestações de apoio, de carinho que a família vem recebendo ao longo desses sete dias. “Parece que foi ontem e vai ser para sempre esse vazio e essa saudade que somente com a fé que a gente consegue superar”, disse. Ao final da missa, repetiu: “Vital é único e para sempre”.

Ao chegar à igreja, Veneziano afirmou que o vazio deixado pelo pai é “impreenchível”. “É uma lacuna que se faz presente não só na família, mas em toda uma sociedade, que se fez reunida nesses últimos dias, condoída por esse desaparecimento, exatamente por aquilo que papai pode expressar, ou seja, ao assumir tantas atribuições pode desempenhá-las com brilhantismo, competência e doação plena. Estamos aqui para reverenciá-lo e tê-lo na nossa memória”.

A missa foi celebrada pelo bispo de Campina Grande, dom Jaime Vieira, com a participação de vários padres de Campina Grande. Monsenhor Lourildo Soares, amigo de Vital e da família, afirmou durante a homilia que o ex-deputado era um apaixonado pela Justiça e que defendia a família com lealdade. “Nós já estamos com saudade dele”, disse o Monsenhor.

Ao final da missa, os três filhos subiram ao altar e Vitalzinho falou aos presentes em nome da família. “Vital deixou órfãos não só os filhos, mas toda uma cidade. Peço orações por ele”. A celebração foi encerrada repetindo um gesto de Antônio Vital do Rêgo, com a distribuição de rosas vermelhas.

Sony Lacerda, com fotos de Walter Rafael