João Pessoa
Feed de Notícias

Governador libera recursos para obras do Hospital de Picuí

segunda-feira, 26 de abril de 2010 - 08:28 - Fotos: 

Em clima de muita festa, o governador José Maranhão assinou na manhã deste sábado a ordem de serviço para a execução de várias obras no município de Picuí, localizado a 243 quilômetros de João Pessoa. Criação de um centro de hemodiálise, ampliação do Programa do Leite, recuperação de uma escola estadual e construção de um ginásio poliesportivo foram autorizados pelo governador.
 
Mas a principal obra do dia foi a liberação dos recursos para a retomada das obras de ampliação do Hospital Felipe Tiago Gomes. A ordem de serviço no valor de quase R$ 3,5 milhões vai permitir a construção de mais 106 novos leitos e a compra de equipamentos.
 
De acordo com a secretária Executiva  da Saúde, Lourdinha Aragão, serão investidos quase R$ 2,2 milhões nas obras de infraestrutura e outro R$ 1,2 milhão em equipamentos que, inclusive, já foram adquiridos e chegaram ao Estado há 15 dias a bordo de 17 carretas. A previsão é que as novas instalações sejam entregues em 120 dias.
 
O governador chegou a Picuí de avião e desembarcou na pista de pouso da cidade, por volta das 11h30. Cerca de 500 pessoas, entre moradores e lideranças políticas, aguardavam Maranhão. Demonstrando bastante satisfação, o governador  afirmou que a ampliação do hospital significa concluir um projeto antigo. “Estou concluindo esse hospital que é regional e atende toda a região do Curimataú. Ele foi comprado pelo Governo em minha gestão e estava sendo reformado, mas a obra foi abandonada pela administração anterior”, afirmou.
 
Após atender a imprensa e cumprimentar os populares na pista de pouso, o governador seguiu em carreata até o Centro da cidade, onde a população o aguardava em festa. Sobre um palco montado em praça pública, ele foi recebido por aliados políticos e por uma multidão.
 
Em discurso, ele declarou que “demorou a visitar Picuí porque só queria fazer isso quando tivesse condições de trazer investimentos para a cidade”. Em seguida, ele acrescentou que o Hospital Felipe Tiago Gomes fará parte da relação de 14 hospitais da Paraíba que se estão em reformas ou em construção.
 
Ele citou o exemplo do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, cujas obras já estão em ritmo acelerado. “Acabei de chegar de Campina, onde estamos construindo um hospital que terá 262 leitos e vai atender pessoas do alto da Borborema até o alto Sertão”, enfatizou. “Encontrei a rede hospitalar sucateada. Estamos mudando isso com trabalho e força de vontade”, completou.

Depoimentos
 
A iniciativa  foi elogiada. O vereador Admar de Oliveira (PMDB) disse que “essa obra não será boa apenas para Picuí, mas também para pacientes de mais 16 municípios de toda região do Curimataú e até do Rio Grande do Norte que vêm  buscar ajuda aqui”, observou. 
 
Com a assinatura, o Governo retoma as obras de uma construção que começou em 2003, mas que foi paralisada dois anos depois. Desde então, os serviços ficaram abandonados. Além de beneficiar os pouco mais de 19 mil moradores do município, o hospital de Picuí também vai atender pacientes de, pelo menos, 17 cidades vizinhas. A vereadora Roseli Alves Macedo (PTN) lembrou que essa obra estava sendo esperada há muito tempo. “Recebia muitas reclamações. Muita gente nem acredita, porque é um sonho de muitos anos, mas estamos felizes por essa realização”, afirmou.
 
O presidente da associação comunitária de Picuí, Everaldo dos Santos, disse que os moradores da área passam por muitos transtornos em busca de ajuda médica. “Temos sete unidades do PSF, mas eles trabalham de forma precária. O hospital, além de atender urgência e emergência, ele atua como ambulatório. Essa ampliação só vai beneficiar o povo mais carente”, ponderou.

Sobre o hospital
 
O Hospital Felipe Tiago Gomes é referência no atendimento a casos de urgência e emergência na região do Curimataú. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, o hospital está instalado numa área de 2.202 metros quadrados. Desses, 1.398 metros quadrados passarão por reformas, enquanto que outra área de 111 metros será construída. Os serviços estão orçados em R$ 2.257.196,48 e a previsão é que sejam investidos na compra de equipamentos recursos na ordem de R$ 1,2 milhão.
 
Após o final dos trabalhos, o hospital irá medir 3.520 metros quadrados. A área construída vai incluir subsolo, térreo e primeiro andar. Serão oferecidos 106 leitos, dos quais, 93 devem ser destinados para internação, outros seis para salas de observação e os demais para as Unidades de Terapia Intensiva.
 
O Hospital Regional de Picuí realiza cerca de seis mil atendimentos por mês. A unidade oferece serviços em várias especialidades, como dermatologia, fisioterapia, otorrinolaringologia, ortopedia, cardiologia, oftalmologia e mastologia. No local, também é possível realizar cirurgias eletivas e de urgência. Por mês, a unidade hospitalar efetua uma média de 20 intervenções desse tipo. Operações de cesarianas, cataratas, vesícula e períneo estão entre as operações feitas no local.

Nathielle Ferreira, com fotos de Ernane Gomes, da Secom-PB