João Pessoa
Feed de Notícias

Governador lança comitê Movimento Vida no Trânsito para reduzir acidentes e mortes

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012 - 15:59 - Fotos:  José Marques/Secom-PB

Fotos: José Marques/Secom-PB

Dados do Hospital de Trauma de João Pessoa mostram que, somente no primeiro mês deste ano, a unidade atendeu 502 vítimas de acidente de moto – dessas, aproximadamente 65% eram motociclistas entre 19 e 39 anos de idade. Para mudar esse quadro, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e em parceria com outros órgãos estatais e a sociedade civil organizada, criou o comitê especial “Movimento em Defesa Vida no Trânsito”, lançado nesta sexta-feira (10), com a realização do “Seminário Estadual de Estratégias para o Enfretamento da Violência no Trânsito”, no Hotel Caiçara.

De acordo com o Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), da SES, no ano passado, morreram 628 pessoas em acidentes de trânsito na Paraíba. Com o lançamento do comitê, o Governo pretende diminuir esses números – principalmente em períodos como o de agora, de festejos carnavalescos, quando aumenta o consumo de bebidas alcoólicas e, consequentemente, o risco de imprudências no trânsito. “Precisamos de resultados práticos, com urgência. É inadmissível que haja tantas mortes no trânsito, mais até do que em guerras”, disse o governador o Ricardo Coutinho na solenidade.

A Gerência de Vigilância em Saúde (Gevs) da SES apresentou números indicando que a época de maior incidência de mortes decorrentes de acidente no trânsito é a dos quatro últimos meses do ano. “Verificamos essa tendência de maneira mais forte desde 2007. E a incidência maior acontece nos municípios da faixa litorânea, em Campina Grande e em Sousa”, observou a gerente da Gevs, Júlia Vaz.

Já a Polícia Rodoviária Federal (PRF) revelou que, enquanto o número de automóveis cresce 80% PR ano, o de motocicletas chega a 174%. “Fizemos um levantamento dos acidentes registrados na Paraíba desde 2006 e verificamos que, somente nos 35 quilômetros da BR-230, que corta o bairro do Geisel, na Capital, aconteceram 22% do total de acidentes com óbitos registrados em toda a malha Rodoviária Federal do Estado, que tem mais de 1,3 mil quilômetros de extensão”, observou o patrulheiro da PRF, Coriolano Matias.

Sobre o assunto, o secretário da SES e presidente do comitê, Waldson Souza, acrescentou: “São números alarmantes, por isso a importância desse movimento. O Governo do Estado se preocupa com a vida do paraibano e está disposto a tomar medidas emergenciais. Para isso, contamos com o apoio de toda a imprensa paraibana no sentido de fortalecer nosso trabalho de divulgação”, frisou.

Parentes de vítimas de acidentes de trânsito também tiveram a oportunidade de compartilhar testemunhos e experiências de vida. Um deles, Fernando Alberto da Costa, pai de Fabrício (que morreu aos 20 anos, vítima de acidente) prestigiou o evento e salientou que “só a Deus cabe tirar a vida dos nossos filhos”. Ele também é presidente da Organização Não Governamental Trânsito Amigo.

Vida no Trânsito – A portaria que institui o Comitê para Vigilância e Monitoramento dos Acidentes de Trânsito e outras Violências foi publicada no Diário Oficial dessa quinta-feira (9). É um movimento que prevê a realização fiscalizações e ações preventivas e educativas. Serão condensados os dados de todos os órgãos envolvidos no comitê e será criada uma plataforma online que será alimentada pelas informações em tempo real, disponibilizadas por todas as instituições. Também será criado um número de telefone 0800, por meio do qual a população poderá fazer denúncias de maneira sigilosa sobre casos de imprudência ou irresponsabilidade no trânsito. O comitê ainda terá perfis no Facebook e Twitter, para aproximar as informações da população.

Fazem parte do movimento, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Superintendência de Transportes e Trânsito (STTrans), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Batalhão de Policiamento de Trânsito da Polícia Militar (BPTran), Secretaria de Comunicação Institucional (Secom) Secretaria de Estado da Educação (Seec), Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa, Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Arquidiocese da Paraíba, Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e ministérios Públicos Estadual e Federal.