João Pessoa
Feed de Notícias

Governador José Maranhão prestigiará o evento. Setor da Funesc foi totalmente revitalizado

quinta-feira, 17 de junho de 2010 - 15:20 - Fotos: 
Totalmente recuperada, a Biblioteca Juarez da Gama Batista está preparada para voltar a funcionar depois de sete anos de portas fechadas. Ela é a maior biblioteca pública do Estado e recebia, por dia, cerca de 250 visitantes. Seu acervo reúne mais de 93 mil livros – inclusive em braile. Ela será reaberta na próxima terça-feira (22), às 10h, com a presença de várias autoridades, entre elas o governador José Maranhão e o presidente da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), Maurício Burity.

“Para mim é uma honra poder reabrir a Biblioteca Juarez da Gama Batista”, declara Maurício Burity. “Ao reabrir a maior biblioteca do Estado, a Funesc corresponde a um dos maiores anseios da nossa sociedade e isso é uma honra para todos nós que fazemos a Fundação”, acrescenta.

A biblioteca do Espaço Cultural reabre com as dependências com reformas, ampliações espaços e serviços, além de quatro novos setores: multimídia, restauração e encadernação, periódicos e sala de informática.

Revitalização – A reabertura integra o programa de revitalização do Espaço Cultural José Lins do Rego, proposto por Maurício Burity quando assumiu a Funesc, em maio do ano passado. Em praticamente um ano, ele inaugurou uma escola de música para alunos especiais e uma sala de cinema, reabriu o Planetário e a oficina-escola de lutheria, retomou a programação do Cine-teatro Banguê, revitalizou o Teatro de Arena e já anunciou a reforma da entrada do complexo, além de restaurar e promover os 120 anos do Teatro Santa Roza, que também é ligado à Funesc.

Além da biblioteca pública, a Funesc também inaugura na próxima terça-feira os camarins para os músicos da Orquestra Sinfônica da Paraíba. São dois camarins conjugados ao cine-teatro Bangüê, onde acontecem as apresentações da Sinfônica e da Sinfônica Jovem, que atendem a uma reivindicação antiga dos músicos, de acordo com o diretor da OSPB, Plutarco Elias.

Autores paraibanos – Os livros dos autores paraibanos ganham espaço privilegiado com a reforma da Biblioteca do Espaço Cultural. A capacidade do acervo aumentou de 1.000 para 5.000 livros. De acordo com a diretora do órgão, Helenise Assis de Oliveira, esse é um dos setores mais procurados para pesquisa devido à diversidade do acervo.

“Assim que a biblioteca for reaberta, vamos pedir que os autores locais façam doações de seus livros para que os estudantes tenham acesso à produção deles. É uma forma das pessoas lerem o que é feito no Estado”, propõe a diretora.

Na reabertura, a Sala de Autores Paraibanos receberá o nome do ex-governador e fundador do Espaço Cultural, Tarcísio de Miranda Burity. “É uma forma da biblioteca  homenagear o idealizador desse grande equipamento de cultura que é o Espaço Cultural”, enfatizou Helenise.

Novas bibliotecas – Na ‘Juarez da Gama Batista’ está implantada a Coordenação Geral do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas, que trabalha atendendo os municípios na instalação de novos espaços do tipo. De acordo com a diretora, que também coordena esse trabalho, esse é o caminho para que todos os municípios da Paraíba tenham uma biblioteca montada à serviço da população. “Nós damos todas as informações às prefeituras sobre como abrir uma biblioteca pública. Treinamos os funcionários e ainda doamos os livros para os municípios”, informou.

A Biblioteca Juarez da Gama Batista é a maior biblioteca pública do Estado e foi inaugurada em setembro de 1982. Possui 93 mil livros, mas tem capacidade para 250 mil volumes. Ela ficará aberta de segunda a sábado, no horário das 7h30 às 18h (sem fechar para o almoço) e aos domingos, das 7h30 às 13h30. O acesso é gratuito.
Confira as mudanças:

– Sistema elétrico e de ar condicionado recuperados.
– Móveis novos (armários, cadeiras, mesas, birôs).
– 36 cabines (individuais e coletivas) reformadas e com móveis novos.
– Sala de serviços técnicos ampliada (onde os livros novos são catalogados e preparados para fazerem parte do acervo da biblioteca).
– Setor de braile ampliado (com acervo de dois mil livros e servidor treinado para atender os deficientes visuais).
– Sala para livros de autores paraibanos com mais espaço.
 - Setor de referência, onde os estudantes são auxiliados sobre pelos funcionários sobre a pesquisa de livros, está sendo informatizado.
 - Novos terminais de informação instalados em vários pontos da biblioteca. Servem para dar a localização dos livros nas estantes a partir do nome do autor, título ou assunto desejado.
– Novo setor de multimídia equipado com televisão, aparelhos de DVD, CD e fones de ouvido.
– Nova sala de informática para pesquisas na Internet.
– Novo setor de periódicos para pesquisa dos jornais locais, nacionais e internacionais.
– Novo setor de restauração e encadernação que servirá para fazer a recuperação dos livros da própria biblioteca.

Da Assessoria de Imprensa da Fundação Espaço Cultural