João Pessoa
Feed de Notícias

Governador inspeciona obras do Centro Convenções, na Capital

terça-feira, 3 de novembro de 2009 - 16:50 - Fotos: 

As obras do Centro de Convenções, que o Governo do Estado está construindo em João Pessoa, foram inspecionadas na manhã desta terça-feira (3) pelo governador José Maranhão, onde ele ouviu explicações acerca do seu andamento e a confirmação de que nesta semana mais 10 máquinas estarão chegando para agilizar a sua execução. Lembrou que faz dois acompanhamentos da execução das obras pelo Estado: um através de relatórios e outro verificando pessoalmente o andamento.
 
Disse também que sua equipe de Governo vem trabalhando com um espaço curto de tempo para colocar em prática todo o planejamento de obras, que deveria ser executado em quatro anos, mas que foi cortado pela metade. “Somente assim temos um relato fiel acerca das obras e a possibilidade de corrigir retardamentos”, afirmou.
 
“Nos tiraram dois anos e dois meses do nosso mandato e ficamos apenas com um ano e 10 meses para colocar o Estado em boa ordem”, disse. Segundo ele, o gerenciamento da administração estadual está montado, restando agora imprimir uma maior velocidade às obras, dentro do menor espaço de tempo e mantendo a qualidade das realizações, para que os equipamentos possam ser liberados ao uso da população.
 
O governador lembrou que esta foi a terceira visita de inspeção as obras do Centro de Convenções, no Pólo Turístico do Cabo Branco, desde que foi assinada a ordem de serviço em setembro último, quando máquinas, caminhões e outros equipamentos passaram a trabalhar no local. O empreendimento era uma antiga reivindicação dos empresários ligados diretamente ao turismo, especificamente aqueles da área de eventos e negócios.
 
A obra – O Centro de Convenções em João Pessoa está sendo construído no Pólo Turístico Cabo Branco, às margens da rodovia PB-008, próximo à entrada para a praia de Jacarapé. Ocupará uma área total de 34 hectares, sendo 19 hectares (38.947 metros quadrados) destinados a construções e 15 hectares para área preservada.
 
Terá quatro blocos e oferecerá a sociedade paraibana uma torre/mirante com 60 metros de altura, restaurante; bloco para feiras, exposições e eventos diversos; teatro/auditório com de 3 mil assentos e um centro de congressos, entre outros espaços.

 

José Nunes, com fotos de Mano de Carvalho, da Secom-PB