João Pessoa
Feed de Notícias

Governador empossa membros do Conselho Estadual de Cultura

quinta-feira, 22 de março de 2012 - 20:38 - Fotos: 

Foto: José Marques/Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho deu posse, na tarde desta quinta-feira (23), em solenidade no Palácio da Redenção, aos 46 membros titulares e suplentes do Conselho Estadual de Cultura. Após a reformulação na sua configuração, o conselho passou a ser formado por representantes do poder público, da sociedade organizada e da classe artística, democratizando e pluralizando a discussão da cultura.

Também tomaram posse na solenidade os membros do Conselho Municipal de Cultura, criado em 2005, por meio da Lei 1.617, e instituído também com uma nova configuração com a participação do poder público e sociedade civil organizada. O chefe de gabinete da Prefeitura de João Pessoa, Dunga Júnior, que representou o prefeito Luciano Agra, deu posse simbólica aos conselheiros municipais.

O governador Ricardo Coutinho anunciou investimentos de cerca de R$ 6 milhões para a recuperação dos espaços de cultura, incluindo a reforma do Espaço Cultural (R$ 4 milhões) e ampliação do Teatro Íracles Pires (ICA), em Cajazeiras, orçada em R$ 1,8 milhão. “Os nossos principais espaços de cultura estão em péssimas condições e precisam passar por reformas, como já iniciamos no teatro ICA e vamos realizar no segundo semestre do Espaço Cultural”, disse.

Ele também informou que ainda no primeiro semestre deste ano a Secretaria de Cultura lançará o edital do Fundo de Incentivo à Cultura (FIC), após um grande esforço do Estado para pagar os recursos dos projetos culturais que não foram destinados aos artistas por gestões anteriores.

Desafios – Ricardo Coutinho também colocou como prioridade realizar novamente esse ano o Festival de Areia e potencializar os Caminhos do Frio num diálogo direto com o desenvolvimento do turismo. “Temos como desafio garantir o acesso à cultura e consolidação de uma identidade própria. Para isso, temos um caminho que talvez não precise passar pelo que está nos meios de comunicação e no show “bussines”, mas pelo resgate das nossas manifestações culturais”, destacou.

Foto: José Marques/Secom-PB

Em seu discurso, o governador destacou os avanços do modelo de cultura implantado em João Pessoa com as atividades nas praças, democratização de um produto cultural de qualidade e identificado com as raízes culturais do Estado. Ele destacou que o grande desafio é trazer esse avanço vivenciado em João Pessoa para o Estado e começa a trilhar esse caminho com o lançamento do Programa de Inclusão por meio da Música e das Artes (Prima), na semana passada, em Cabedelo, e que passará por Mandacaru, Alto do Mateus, bairro dos Novais e Santa Rita e que no segundo semestre chegará a Campina Grande.

“Estamos recuperando a Orquestra Sinfônica e garantindo o acesso de crianças em situação de risco à música e a oportunidade de ser um músico profissional. “Com isso estamos oferecendo um outro caminho, diferente da marginalidade e dos dissabores na vida”, destacou.

O secretário de Cultura do Estado, Chico César, ressaltou que esse é um momento histórico, principalmente pelo fato de uma parte significativa dos membros terem sido eleitos pelo voto do povo nos fóruns regionais. “Esse conselho também nos insere no Sistema Nacional de Cultura por cumprirmos todas as etapas, que são: ter uma secretaria, um fundo de cultura e o conselho instituído. O próximo passo agora é construir o plano estadual de cultura, tendo um pensamento planificado e pacificado com a sociedade”, comentou.

O ator Buda Lira, membro do conselho municipal, disse que os conselheiros terão um papel determinante para mobilizar suas comunidades em torno da elaboração dos planos de cultura junto com o Ministério da Cultura e municípios. “A nossa função primordial é apontar a realidade, as dificuldades e buscar soluções. Não dá para fazer o que muita gente faz de só apontar os problemas e fazer do conselho um território de disputas. Vamos buscar experiências lá fora e outras dentro do Estado para elaborarmos um plano exequível que coloque a cultura num plano de desenvolvimento do Estado com a participação dos setores mais populares”,explicou.

Foto: José Marques/Secom-PB

A solenidade contou com as presenças do vice-governador Rômulo Gouveia, do representante do Ministério da Cultura, Fábio Lima, do secretário de Cultura do Estado, Chico César, do presidente da Funjope, Milton Dornelas,  do chefe de gabinete da prefeitura de João Pessoa, Dunga Júnior, dos deputados estaduais Edmilson Soares e João Gonçalves, dos vereadores Bira Pereira e Sandra Marrocos, e de  representantes da classe artística.