João Pessoa
Feed de Notícias

Governador eleito do Ceará defende funcionamento da Sudene e do Dnocs

terça-feira, 9 de dezembro de 2014 - 18:56 - Fotos: 

No Encontro dos Governadores Eleitos do Nordeste, o governador eleito do Ceará, Camilo Santana (PT), um dos participantes do evento, enfatizou a importância de se melhorar o funcionamento de órgãos como a Superintendência para o Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e do Departamento Nacional de Obras contra  Seca (Dnocs), fatores importantes para o crescimento regional. Temas como mais recursos para a segurança, saúde e educação também foram discutidos. Outro assunto trazido pelo petista foi a reforma política.

Para ele, é fundamental que esses órgãos atuem de forma estratégica para assegurar o desenvolvimento nordestino. “Precisamos fortalecer essas instituições. O Dnocs, por exemplo, tem um papel importantíssimo para o Nordeste e precisar ser fortalecido”, disse.

Segundo Camilo Santana, uma das formas de melhorar o atendimento à população na área de saúde é através da ampliação de recursos. “Temos de ter um olhar cuidadoso para a saúde nesse sentido, sem, contudo, nos descuidarmos da segurança pública e da educação”, pontuou.

Outro ponto abordado pelo governador cearense foi a ampliação dos recursos hídricos. “É preciso que também haja planejamento nessa área. Temos de concluir a transposição do Rio São Francisco, integrar as bacias, pois essas obras são fundamentais para o desenvolvimento nordestino”, afirmou. “Dar atenção ao semiárido nordestino”, completou.

Camilo Santana disse também ser favorável a uma reforma política. “Vamos brigar – no bom sentido claro – para que também possamos conseguir levar esse objetivo adiante”, explicou.

Mudança na redistribuição dos royalties do petróleo também esteve no centro das discussões. “O Nordeste foi muito prejudicado com essa redistribuição. Por isso, vamos lutar para que consigamos rever isso”.

Camilo Santana enalteceu a realização do Encontro dos Governadores Eleitos do Nordeste. “Creio que a reformulação desse fórum contribuirá de forma significativa para o debate nacional. O Nordeste teve um grande desenvolvimento nos últimos anos, foi retirado da extrema pobreza. Portanto, não poderia ficar fora da pauta nacional”, finalizou.