João Pessoa
Feed de Notícias

Governador e ministro autorizam construção de Nova Camará

segunda-feira, 26 de setembro de 2011 - 20:35 - Fotos:  José Marques/Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho e o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, assinaram na tarde desta segunda-feira (26), em Esperança, a Ordem de Serviço para início das obras de construção da barragem Nova Camará (juntamente com uma barragem de nível em Alagoa Grande e um sistema de abastecimento d’água para a região). Os investimentos no projeto Nova Camará chegam a R$ 75 milhões e estão incluídos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC II).

Depois da inauguração, a Nova Camará beneficiará mais de 175 mil habitantes dos municípios e localidades de Algodão de Jandaíra, Alagoa Nova, Areial, Campinote, Cepilho,Esperança, Chã de Marinho, Floriano, Jenipapo, Puxinanã, Lagoa Seca, Matinhas, São Tomé, Lagoa do Mato, Pocinhos, Remígio, São Miguel e São Sebastião de Lagoa de Roça. A previsão é que a obra se inicie em outubro.

Serão destinados R$ 29 milhões para a construção da barragem Nova Camará, R$ 39 milhões para o sistema de abastecimento de água com adutoras, estações elevatórias e estações de tratamento, e mais R$ 7 milhões para a construção da barragem de nível Pitombera/Serra Grande, que reforça o sistema de abastecimento de Alagoa Grande.

O povo de Esperança e região recebeu o governador Ricardo Coutinho e o ministro Fernando Bezerra em praça pública, para agradecer os investimentos que garantirão segurança hídrica. Prefeitos da região, os deputados estaduais Tião Gomes, João Gonçalves e Adriano Galdino e os secretários João Azevezo (Recursos Hídricos), Ricardo Barbosa (PAC na Paraíba) e o presidente da Cagepa, Deusdete Queiroga, prestigiaram a solenidade de assinatura da ordem de serviço.

Dia marcante – “Essa é uma data história, pois marca o início de um projeto redentor, que levará água de qualidade às torneiras de 21 localidades da região. Na primeira semana de governo, houve uma tentativa de atribuir a falta d’água, que já ocorria há muito tempo, à nossa administração, mas tivemos coragem de solucionar o problema e encontramos as portas abertas no Ministério da Integração Nacional”, destacou o governador.

Ricardo ressaltou que o ministro Fernando Bezerra tem sido um grande brasileiro a serviço da Paraíba, trazendo investimentos do porte das Vertentes Litorâneas e Nova Camará, que vão garantir a segurança hídrica do Estado. “A presidenta Dilma e o ministro Fernando Bezerra estão em defesa dos interesses da Paraíba”, ressaltou.

Fernando Bezerra destacou o empenho do Governo do Estado em solucionar os entraves burocráticos e substituir os recursos previstos para construir a barragem de Manguape e relocá-los para a edificação do projeto Nova Camará. “Estamos juntos, governos Federal e Estadual, traduzindo o projeto em ação concreta, pois é preciso virar a página da falta d’água numa região importante da Paraíba”, disse.

O ministro ressaltou que o projeto de Vertentes Litorâneas representa o maior investimento hídrico da Paraíba, com recursos federais e do Estado da ordem de R$ 930 milhões. Ele adiantou que, a partir da assinatura da Ordem de Serviço para início da barragem e sistema adutor de Nova Camará, o ministério começará a liberar os primeiros recursos, pela Defesa Civil Nacional, para que a obra seja concluída no final de 2012.

Divisor de águas – Para os prefeitos que acompanharam a solenidade da assinatura do convênio, em Esperança, a construção da barragem Nova Camará e adutoras vai garantir água e proporcionar desenvolvimento para os municípios do Brejo paraibano.

“Esta obra será um divisor de águas na história da região, inclusive Esperança, pois vai mudar em definitivo o futuro da nossa cidade. Em breve, estaremos no grupo dos oito municípios mais desenvolvidos da Paraíba, gerando mais emprego se renda”, acentuou o prefeito de Esperança, Nobinho Almeida.

Ele agradeceu a decisão do governador Ricardo Coutinho e o empenho do ministro Fernando Bezerra. “Diziam que o governador e o ministro não viriam aqui para assinar a ordem de serviço da Nova Camará, mas eles vieram e a obra é uma realidade”, proclamou Nobinho, que estava acompanhando da vice-prefeita Rosa Bronzeado Vieira.

O prefeito de Areial, Adelson Benjamin, ressaltou que o governador realiza um desejo acalentado há décadas pela população brejeira. “É a concretização do sonho de ter água nas torneiras de casa de forma permanente e de qualidade. Água é vida saudável e gera desenvolvimento. Os carros-pipa estão com os dias contados”, disse.

O gestor de Montadas, Lindemberg Souza Silva, disse que a edificação da Nova Camará vai resolver o problema que afeta, todos os anos, cerca de cinco mil habitantes da cidade. Com a construção da adutora, o abastecimento será regularizado, suprindo o atendimento básico e os serviços essenciais, além de alavancar, no futuro próximo, o desenvolvimento local.

O prefeito de São Sebastião de Lagoa de Roça, Lúcio Flávio Bezerra, também ressaltou a relevância da obra para a região, em relação ao fornecimento de água potável sem interrupção, bem como para o desenvolvimento da agropecuária e dos setores industrial e de serviços no Brejo.

Repercussão – O clima entre os moradores era de esperança. A pensionista Maria Freire da Silva disse que a população sofre há mais de 60 anos com a falta d’água. “Tive condições de construir uma cisterna e tenho água para o consumo, mas a população mais pobre convive com muita dificuldade”, ressaltou.

O agricultor aposentado Faustino de Oliveira, de 80 anos, mora há mais de 20 anos em Esperança e sempre conviveu com a falta d’água, principalmente quando a barragem antiga foi embora. “A situação é crítica, pois temos que comprar água dos carros-pipa ou água mineral, de botijão, que é muito cara. Mas temos fé em Deus que agora a água chegará em nossas casas”, completou.