João Pessoa
Feed de Notícias

Governador discute emendas prioritárias para o Estado

terça-feira, 22 de novembro de 2011 - 22:02 - Fotos: 

Ricardo se reúne com bancada federal. Foto: José Marques/Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho se reuniu, na tarde desta terça-feira (22), com a bancada federal paraibana no Congresso Nacional e sugeriu a inclusão de emendas para o Plano Plurianual (PPA) 2012–2015 e a Lei Orçamentária Anual (LOA) 2012. Durante a audiência, que aconteceu no anexo 2, bloco C, da Câmara Federal, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB)  e o deputado federal Manoel Júnior (PMDB) convocaram nova reunião para esta quarta-feira (23), com o intuito de analisar as propostas do Governo e definir as emendas do Orçamento Geral da União (OGU).

Os três senadores, Vital do Rêgo Filho, Cássio Cunha Lima e Cícero Lucena, e 11 deputados federais – Aguinaldo Ribeiro (PP), Efraim Filho (DEM), Wilson Filho (PMDB), Wellington Roberto (PR), Luiz Couto (PT), Damião Feliciano (PDT), Hugo Mota (PMDB), Romero Rodrigues (PSDB), Manoel Júnior (PMDB), Ruy Carneiro (PSDB) e Benjamin Maranhão(PMDB) -  atenderam ao convite e participaram da reunião.  Apenas a deputada federal Nilda Gondim (PMDB) não compareceu alegando motivos de viagem.

O governador falou em seguida e apresentou as sugestões de emendas para a LOA 2012 e para o PPA 2012/2015, fazendo um apelo para que deputados e senadores apoiassem os pleitos. Ele destacou que alguns dos projetos foram colhidos durante as audiências do Orçamento Democrático Estadual (ODE).  “O Executivo tem um plano de desenvolvimento para a Paraíba e busca a bancada federal para que os investimentos tenham convergência e, ao mesmo tempo, os pleitos não fiquem dispersos e sem objetividade”, disse.

De acordo com Ricardo, as demandas principais foram apresentadas para a LOA, com projetos bastante estruturantes. “Creio que a bancada compreendeu e está trabalhando no mesmo sentido que o Governo do Estado. Espero que esse espírito de convergência e respeito aos interesses da população fique cada vez mais sólido e contribua para desenvolver a Paraíba. Essa é a missão do governador e dos parlamentares eleitos pelo povo”, observou.

Prioridades – Dentre as propostas de emendas para a LOA 2012 estão obras como a construção da Alça Noroeste, em Campina Grande, a ponte interligando os municípios de Cabedelo e Lucena, e o Hospital Metropolitano de Santa Rita, além da modernização dos aeroportos Castro Pinto e João Suassuna e do Porto de Cabedelo. Os parlamentares receberam as propostas e vão se reunir nesta quarta-feira, às 15h, para fechar as emendas de bancada e individuais.

Já as prioridades do governo para a LOA são a implantação de 1.200 km de adutoras para a distribuição das águas nas regiões do Cariri, Brejo e Seridó; a implantação do sistema de saneamento em 60 municípios nas bacias receptoras da Transposição do Rio São Francisco; inclusão da Paraíba na malha ferroviária da Transnordestina; ampliação do Porto de Cabedelo, com novo cais e terminal de passageiros; duplicação da BR-230, ligando Campina Grande à divisa com o Ceará; construção da ponte entre Cabedelo e Lucena; e conclusão do Centro de Convenções.

Unidade da bancada – Para o senador Cássio Cunha Lima, coordenador da bancada no Senado, é positivo que o Governo e os parlamentares fiquem de espírito desarmado e busquem consenso em torno do planejamento estratégico do Estado. Segundo ele, esse planejamento é importante para que a Paraíba não desperdice as emendas de bancada, que devem se transformar em projetos mais estruturantes para o Estado. “Lutaremos para que a Paraíba seja contemplada no orçamento 2012”, completou.

O deputado federal Wilson Filho destacou que esse foi um dia importante para a bancada federal, que demonstrou interesse no futuro do povo paraibano. “Hoje conseguimos chegar a um consenso entre a bancada e o Governo, e esperamos que isso seja consolidado durante a reunião de amanhã, na Comissão de Orçamento.”

Wilson ressaltou que muitos dos projetos discutidos são convergentes. “Todos os parlamentares têm o mesmo pensamento. Não há divergências sobre as grandes obras estruturantes como a Transnordestina e a duplicação da BR-230 entre Campina Grande e Cajazeiras. Essas são obras que nenhum parlamentar pode ser contra”, completou.