João Pessoa
Feed de Notícias

Governador destaca em programa de rádio importância da campanha de vacinação contra aftosa

terça-feira, 6 de outubro de 2009 - 10:42 - Fotos: 

A nova etapa da campanha de vacinação de rebanhos contra a febre aftosa, lançada no último domingo (4), no município de Alagoinha, foi um dos assuntos tratados pelo governador José Maranhão no programa semanal de rádio Palavra do Governador, levado ao ar às 7h desta terça-feira (6). O governador destacou a importância extraordinária que essa campanha tem, inclusive recebendo inteiro apoio das autoridades nos municípios, prefeitos, vereadores vice-prefeitos, lideranças de criadores e sindicatos rurais.

“Todas as categorias envolvidas no processo deram inteiro apoio à campanha e, por isso mesmo, é que em apenas 7, 8 meses nós estaremos com esse trabalho concluído e, assim, registrando mais uma vitória para a agropecuária paraibana”, revelou Maranhão. “Só temos motivos para estar felizes com esse evento, que aconteceu em Alagoinha, exatamente no domingo, porque isso marca um tento para a agropecuária da Paraíba”, acrescentou.
 
O governador lembrou que a pecuária moderna não convive com a febre aftosa, é uma incompatibilidade total e, por isso mesmo, a Paraíba há seis anos vinha sendo um Estado discriminado nos ciclos da agropecuária nordestina e brasileira. Como a febre aftosa é uma doença contagiosa, que inviabiliza a utilização da carne e do leite dos animais contaminados, cria uma situação não só de insegurança alimentar, mas, sobretudo, uma dificuldade econômica intransponível, disse Maranhão.

A Paraíba, os pecuaristas aguardam com expectativa o certificado definitivo de exclusão de aftosa, a certificação de estado, de território livre da febre aftosa. “Aí, a Paraíba será outra vez inserida na comunidade de criadores do Nordeste brasileiro e os nossos produtores poderão freqüentar as exposições de animais, as feiras de animais em qualquer estado da Federação”,  afirmou o governador.

Vacinação de 90% do rebanho

O Governo do Estado tem previsão de vacinar 90% do rebanho bovino paraibano. O lançamento da segunda etapa da campanha de vacinação contra aftosa ocorreu no domingo, com a presença do governador, na Estação Experimental da Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária (Emepa), em Alagoinha.

Pelo menos um milhão de bovinos e bubalinos devem ser vacinados durante a campanha. O Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA) tem como estratégia principal a implantação progressiva e manutenção de zonas livres da doença.

A vacinação é obrigatória por lei em bovinos (gado) e bubalinos (búfalos) de todas as idades, e o produtor tem que comprovar que vacinou seu rebanho até o dia 10 de novembro nos escritórios das Unidades Locais de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsavs) ou nas sedes da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater-PB).
 
A multa por cada cabeça de gado não imunizada é cobrada de acordo com a UFR-PB (Unidade Fiscal de Referência, da Paraíba), que equivale a R$ 144,00 por animal e outras penalidades previstas em lei. Sem o atestado, o produtor não recebe a Guia do Trânsito Animal (GTA) nem pode movimentar os animais para comercialização. A vacinação vai até dia 31 deste mês.

Orientações ao criador

Adquira a vacina somente em estabelecimentos cadastrados; tanto no transporte quanto no armazenamento, a temperatura de conservação da vacina deverá ser mantida entre 2 e 8 graus centígrados, e o traslado é feito em caixa isotérmica (isopor) contendo no mínimo dois terços de seu volume em gelo (nunca congele); escolha o horário mais fresco do dia para realizar a vacinação; vacine preferencialmente no terço médio do pescoço (tábua do pescoço); substitua a agulha frequentemente, para evitar infecções; mantenha os frascos resfriados durante a operação; classifique os animais por faixa etária e sexo, visando a declaração a ser entregue nos escritórios. Mais informações e esclarecimentos podem ser obtidos na Gerência Executiva da Defesa Agropecuária da Paraíba ou pelo telefone 0800-281-3031.
 
Exposições de Animais

Animado com o avanço no combate à febre aftosa, o Governo do Estado elaborou um calendário de exposição de animais. Já houve a exposição de Campina Grande, e serão realizadas feiras agropecuárias em João Pessoa, em Guarabira, Patos, Taperoá e outras cidades. “E assim a gente dá um novo passo, um passo à frente no que diz respeito à qualidade dos nossos rebanhos”, acrescentou. A Paraíba não tem um território grande, mas pela melhoria genética dos seus rebanhos, pelos investimentos em qualidade, nós podemos ter aqui um extrato genético para os rebanhos do Nordeste e do próprio Brasil, comemorou o governador Maranhão.

Josélio Carneiro, da Secom-PB, e Fábia Carolino, da Sedap