João Pessoa
Feed de Notícias

Governador de Pernambuco defende aumento no financiamento da saúde pública

terça-feira, 9 de dezembro de 2014 - 18:59 - Fotos:  Francisco França / Secom-Pb

Na fase de apresentações das demandas de cada Estado no Encontro Regional de Governadores, o governador eleito de Pernambuco, Paulo Câmara, reforçou a importância da política de desenvolvimento regional, destacando pontos como a reforma tributária e o aumento do financiamento da saúde por parte da União.

“Em 2015, queremos planejar e pôr em prática a reforma tributária, em favor das regiões menos desenvolvidas. A reforma é importante para a segurança jurídica, para os benefícios fiscais, para as obras estruturantes e para dar um norte aos investimentos. Na carta, também abordaremos a discussão do financiamento de saúde, que é um problema nacional. A União, há 25 anos, financiava 80% da saúde e atualmente financia 45%. Ou seja, o repasse de responsabilidade dos Estados e Municípios é maior. O pedido de aumento de recursos no Sistema Único de Saúde é algo fundamental e emergencial”, afirmou.

Paulo Câmara também ressaltou a necessidade de consolidação da política nacional de segurança, como um dos pontos elencados na carta. “Diminuímos o número de homicídios em Pernambuco, mas a segurança não é um problema fácil de enfrentar. É uma luta todo dia e uma questão que não se pode descansar em nenhum momento. A união de todos em relação a esse tema vai fazer com que obtenhamos êxitos e vitórias mais rápidas. Temos como meta diminuir o número de homicídios, mas também aumentar a sensação de segurança e intensificar o enfrentamento ao tráfico de drogas”.

Por fim, segundo o chefe de Estado, a agenda positiva construída pelos gestores do Nordeste é desafiadora, mas representa um impulso para o crescimento da região. “Entendemos as restrições que vamos enfrentar nos próximos anos, mas com a apresentação de alternativas e com a união de experiências dos Estados, é possível enfrentar os desafios e colaborar com essa perspectiva de futuro. Não será um ano fácil para o País, nem para os Estados. Temos que enfrentar o desafio de manter o ritmo de crescimento do Nordeste, gerando empregos e fazendo obras estruturantes. A carta é um início de uma força-tarefa para propor um debate nacional de questões que precisam ser trabalhadas nos próximos anos. Congratulo Ricardo Coutinho com sua iniciativa e afirmo que Pernambuco se coloca como parceiro desse fórum”, finalizou.