Fale Conosco

20 de maio de 2011

Governador autoriza ampliação de escola agrícola e construção de casas populares



O governador Ricardo Coutinho assinou na tarde desta sexta-feira (20) as ordens de serviço para o inicio da reforma e ampliação da Escola Agrícola Assis Chateaubriand, no Campus II da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e construção de 20 casas populares na comunidade de “Campinote”, no município de Lagoa Seca. Os investimentos em educação e habitação em Lagoa Seca somam mais de R$ 1,3 milhão.

Na escola agrícola serão investidos R$ 889 mil na instalação de quatro salas didáticas de agroindústria, laboratórios de química, física, microbiologia e informática. Ainda na cidade de Lagoa Seca serão iniciadas a construção de 20 unidades habitacionais, dentro do programa Pro Moradia, no valor de R$ 488 mil.

A solenidade de assinatura contou com as presenças da reitora da UEPB, Marlene Alves; do secretário estadual de Articulação dos Municípios, Manoel Ludgério; do prefeito de Lagoa Seca, Edvardo Herculano; do presidente da Emater, Geovanni Medeiros e de estudantes do curso superior de agroecologia e cursos técnicos.

A presidente da Cehap, Emília Correia Lima, informou que os contratos foram assinados em 2004, mas somente agora, após o atual governo destravar os projetos, as obras serão iniciadas possibilitando que 20 famílias realizem o sonho da casa própria. Ela informou que os beneficiários terão acesso à rede de esgoto, água e energia.

O governador Ricardo Coutinho afirmou que apesar das dificuldades financeiras irá fazer muito mais pela UEPB, que será a principal parceira na condução da melhoria da educação do Estado e na formação profissional superior e profissionalizante. Ele admitiu que ainda existem muitas demandas reprimidas, citando como exemplo o acesso ao Campus II da UEPB, mas que o governo trabalha de forma integrada para fortalecer a instituição com ações como as adequações do campus de João Pessoa e ampliação e melhoria na escola agrícola de Lagoa Seca.

Ricardo acrescentou que a UEPB é parceira no desafio de instalar 20 escolas técnicas no Estado e para incluir a formação técnica no segundo turno do ensino médio.  Ele também citou os investimentos para fortalecer a agricultura como a retomada do projeto Cooperar, o programa Empreender Paraíba, que nesta primeira etapa alocará R$ 5 milhões para investimentos na economia, e a implantação de compras diretas para abastecer hospitais, escolas e presídios fazendo com que o recurso circule no Estado.

“Queremos investir R$ 40 milhões nos Arranjos Produtivos Locais (APL) para organizar a produção agrícola e disputar mercados, já que 70% dos hortifrutigranjeiros consumidos na Paraíba vêm de Pernambuco”.

Novos investimentos – A reitora da UEPB, Marlene Alves, disse que esse é um dia feliz para a instituição com o início da reforma da escola agrícola de Lagoa Seca. Ela anunciou que estão sendo investidos R$ 3 milhões para o término da agroindústria e a construção da Central de Aulas, para instalação de uma biblioteca mais ampla, laboratórios de informática e salas para receber novos cursos.

Thiago Costa, estudante do curso superior de  Agroecologia, afirmou que a ampliação da escola agrícola trará benefícios diretos para os alunos com melhores laboratórios e condições para pesquisa. “As estruturas daqui são muito antigas e a biblioteca muito precária, mas esperamos que com a conclusão das obras possamos ter uma formação mais qualificada”, destacou.

O prefeito de Lagoa Seca, Edvardo Herculano, lembrou que essa é a terceira visita do governador Ricardo Coutinho ao município, sempre trazendo investimentos e grandes benefícios para a região. “Veremos a escola técnica crescer e possibilitar uma maior qualidade no ensino e 20 famílias que poderão em breve ter uma vida melhor com a sua casa própria”.