João Pessoa
Feed de Notícias

Governador anuncia campanha educativa para o trânsito

terça-feira, 26 de janeiro de 2010 - 12:03 - Fotos: 

O governador José Maranhão dedicou o programa semanal de rádio “Palavra do Governador”, desta terça-feira (26), à memória da defensora pública Fátima Lopes, que faleceu domingo, em João Pessoa, vítima de trágico acidente de trânsito. A ex-defensora pública geral do Estado foi sepultada no final da manhã desta segunda-feira no cemitério Senhor da Boa Sentença. “Hoje nós estamos muito tristes, pelo fato que aconteceu, a perda de uma grande amiga, a defensora pública Fátima Lopes, que exercia o importante cargo de Defensora Pública Geral do Estado”, declarou Maranhão.

O governador  disse  que a morte trágica e violenta de Fátima Lopes serve como uma reflexão no sentido de que é preciso mudar a cultura do trânsito, se não mudar a cultura, dificilmente  a lei que está em vigor poderá surtir efeitos imediatos e positivos. Maranhão lamentou que a cultura do trânsito é violenta. Crianças são estimuladas em jogos de vídeogame a dirigir com violência no trânsito, atropelando pessoas nas calçadas, atingindo outros carros.

“Eu acho que esse tipo de game deseduca as crianças, quando na verdade com um pouco de inteligência e criatividade haveria uma temática infinita até para procurar cultuar  a cultura da paz, a cultura da convivência pacífica, a cultura da vitória,a mas o êxito e a vitória honesta que respeita os direitos do outro”

“Nós temos que fazer uma campanha muito ampla de conscientização da população”, anunciou o governador, adiantando que já falou com a secretária de Comunicação  Lena Guimarães, e vai falar com o superintendente do Detran, Coronel Uchoa para  mobilizar recursos nos meios de comunicação, nas escolas, nos sindicatos nas associações representativas  da sociedade, para divulgar a campanha que também terá a participação das secretarias da Educação e Cultura e da Juventude, Esporte e Lazer, além da participação de segmentos da sociedade. “Eu tenho a impressão que a campanha poderá dar uma grande contribuição, no sentido de mudar essa cultura da violência  no trânsito”, finalizou Maranhão.

Ele afirmou que Fátima Lopes vinha fazendo uma verdadeira revolução  naquele órgão, ela não somente ampliou suas atividades e abriu sucursais do órgão em vários municípios da Paraíba, mas, sobretudo, humanizou criando funções sociais que engrandeceram ainda  muito mais o trabalho da defensoria pública.  “Por todos esses motivos nós estamos, hoje, vivendo um momento de muita tristeza por essa perda. Fátima era uma pessoa humana muito boa, muito dócil e ao mesmo tempo uma obstinada no trabalho”.

Maranhão ressaltou que o Governo do Estado da Paraíba, como de resto todos os paraibanos, estão sofrendo muito. Mas Deus escreve certo por linhas tortuosas, e com certeza nos planos de Deus Fátima tem uma missão além daquelas missões terrenas que ela desempenhou com tanta competência, com tanto zelo e com tanta dedicação, afirmou o governador.  “Deus sabe qual é o seu plano para o espírito de Fátima, da mesma forma que Ele sempre a orientou enquanto ela teve vida. Fátima seus amigos haverão de lembrar sempre  pelo muito pelo que você fez, pelo seu trabalho honesto, dedicado e bonito”, disse Maranhão.

Josélio Carneiro, da Secom