Fale Conosco

13 de julho de 2011

Goe realiza mais de 70 prisões e apreende 13 kg de crack em seis meses



Nos primeiros seis meses de 2011, o Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil realizou mais de 70 prisões na Grande João Pessoa. Entre os presos estão acusados de assaltos, homicídios, tráfico de drogas, porte ilegal de arma, estelionato, entre outros crimes. O número de armas apreendidas no primeiro semestre chegou a 25. A quantidade de crack apreendida pelo grupo também merece destaque: 13 quilos da droga foram tirados de circulação na região metropolitana.

O Goe também atuou em diversas operações realizadas nas cidades do interior do Estado. Entre as mais recentes estão a Operação Malha Fina, no final do mês de maio, no Sertão, quando foram presas cinco pessoas acusadas de tráfico e associação ao tráfico de drogas; e a Operação Cultivo, deflagrada no mês de junho, na cidade de Monteiro, no Cariri. Duas pessoas acusadas de envolvimento com plantios de maconha foram presas.

De acordo com o delegado geral da Polícia Civil Severiano Pedro do Nascimento Filho, o grande do número de prisões é resultado do empenho dos profissionais de segurança e dos investimentos feitos pela Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social na repressão qualificada. “A qualidade da investigação melhorou, o trabalho das polícias está cada dia mais integrado, sem contar a dedicação desses profissionais que são os grandes responsáveis pelo sucesso das operações”, destacou.

O delegado Rodolfo Santa Cruz, responsável pelo GOE também elogiou a atuação dos investigadores. Segundo ele, o objetivo é aumentar o número de prisões e oferecer respostas cada vez mais rápidas à sociedade. “Graças ao empenho dos nossos policiais temos conseguido êxito, mas nossa expectativa é mostrar um resultado ainda melhor. Estamos trabalhando para agir de forma cada vez mais eficaz na repressão ao crime, atendendo aos anseios da população”, ratificou.

Nesta segunda-feira (11), o Goe realizou mais uma ação que vai contribuir para a redução no número de assaltos a estabelecimentos comerciais na Capital, em especial, aos postos de gasolina. Foram presos integrantes de uma quadrilha responsável por pelo menos três assaltos registrados nos últimos 15 dias, em diferentes bairros da Capital.

A quadrilha que contava com um integrante do Estado de Pernambuco foi presa pouco tempo depois de assaltar um posto de gasolina no bairro dos Bancários. O dinheiro roubado foi recuperado, as armas e o carro usados no assalto também foram apreendidos. Os três homens estão no presídio do Róger, em João Pessoa, e os dois adolescentes apreendidos encaminhados à Delegacia da Infância e Juventude da Capital.