João Pessoa
Feed de Notícias

Genival Lacerda e Orquestra Jovem encerram homenagem à Campina

terça-feira, 11 de outubro de 2011 - 14:47 - Fotos:  Claudio Goes/Secom-PB

Genival Lacerda e Chico César cantam Severina Xique Xique com a Jovem. Foto: Claudio Goes/Secom-PB

De um lado, as estátuas de Jackson do Pandeiro e de Luiz Gonzaga; do outro, o Açude Velho, que deu de beber aos Tropeiros da Borborema. Em frente, a área onde está sendo construído o Museu dos Três Pandeiros, pela Universidade Estadual da Paraíba (UFPB), em homenagem a três reis: o Rei do Ritmo, o Rei do Baião e a Rainha do Xaxado (Marinês). Este foi o cenário do concerto em homenagem aos 147 anos de emancipação política de Campina Grande, com apresentações de Genival Lacerda e da Orquestra Jovem.

A programação de aniversário da Rainha da Borborema, criada pelo Governo do Estado, foi encerrada com música e alegria. “É a junção do popular e do erudito nesta justa homenagem à querida Campina Grande”, disse Genival, campinense da gema, que desde o mês de abril participa de um série de eventos para marcar seus 80 anos de vida – dentre eles, o 12º Festival de Arte de Areia, onde dividiu o palco com a Orquestra Sinfônica da Paraíba (OSPB).

No show, o Rei da Munganga animou a plateia com os sucessos “Mate o Véio”, “Galeguim do Zoio Azul”, “’De quem é esse jegue?”, “Radinho de Pilha”, “O Chevette da Menina” e “Caldinho de Mocotó”. No final, ele convidou o secretário de Cultura, Chico César, para cantar a imortal “Severina Xique Xique”, seu maior sucesso.