Fale Conosco

9 de junho de 2015

Funesc inscreve para oficina de desenho básico e divulga programação do Espaço HQ de junho



Um dos maiores desejos de pessoas interessadas em produzir histórias em quadrinhos é o de desenhar melhor. Para incentivar esse público, o Espaço HQ deste mês oferece a oficina de Desenho Básico, ministrada pelo experiente ilustrador Izaac Brito. A edição de junho do projeto acontece no sábado (13) e domingo (14). As inscrições custam R$ 20 e podem ser feitas junto à Diretoria de Desenvolvimento Artístico e Cultural (DDAC), rampa 1 do Espaço Cultural José Lins do Rego, das 9h às 12h e das 14h às 17h, de segunda a sexta-feira. Alunos da rede pública estadual de ensino pagam 50% do valor.

O primeiro dia do Espaço HQ será dedicado à oficina de desenho, das 9h às 16h, com carga horária de sete horas. O domingo (14) promete ser o ponto alto do evento, com a mesa redonda “Primórdios do quadrinho paraibano”, que reúne nomes de peso como Cristovam Tadeu, Luzardo Alves e Mike Deodato. O encontro acontece das 16h às 18h, no auditório 1, acesso ao mezanino pela rampa 1. “A ideia é reunir pessoas que fizeram história dentro do quadrinho paraibano falando um pouco sobre como foi o início da produção no Estado. Essa será também uma forma de reconhecer o trabalho dos mestres do quadrinho da Paraíba”, antecipa Thaïs Gualberto, coordenadora de Quadrinhos da Funesc e idealizadora do evento.

O objetivo da ação é oferecer formação a interessados em produzir histórias em quadrinhos, além de apresentar os percursores dos quadrinhos na Paraíba e reconhecer o trabalho de quem, direta ou indiretamente, abriu espaço para os demais profissionais da área no Estado. O encontro também pretende possibilitar a interação entre quadrinistas, aspirantes e público, bem como fomentar essa cadeia produtiva na Paraíba.

Mike Deodato – Se tornou quadrinista influenciado pelo seu pai, Deodato Borges, que lhe ensinou a desenhar e foi quem lhe apresentou primeiramente os trabalhos dos mestres Will Eisner, Burne Hogarth e outros. Seu pai era jornalista, radialista, roteirista além de quadrinista, criador do personagem “Flama” nos idos de 1963. Surgido nas novelas de rádio, o personagem foi um dos primeiros a aparecer em revistas em quadrinhos publicadas no Nordeste brasileiro.

Deodato começou a colaborar com o mercado dos EUA no início da década de 1990. Seu nome – assinava Mike Deodato Jr., ainda para lembrar o pai – ficou conhecido quando virou desenhista regular da HQ da Mulher-Maravilha. Na segunda metade dos anos 1990, Deodato começou a ser chamado para desenhar Vingadores, Hulk, Glory, Lady Death, Ultraforce, Batman. No início dos anos 2000, Deodato entrou em nova fase. Com desenhos mais realistas, em alto contraste, usando como referência fotos suas ou de atores de Hollywood, o desenhista teve fases elogiadas com Hulk – uma capa sua foi até copiada na divulgação do filme – e Homem-Aranha, na qual Tommy Lee Jones emprestou o rosto a Norman Osborn.

Exclusivo da Marvel Comics há mais de dez anos, Deodato até já ganhou uma homenagem montada pela editora: o livrão de capa dura “The Marvel Art of Mike Deodato” reuniu mais de 200 páginas sobre sua carreira. Com a tranquilidade da reputação que tem pelo mundo, Deodato está começando a alçar outros voos. Um deles é “A Arte Cartum de Mike Deodato”, livro que reúne tiras num estilo totalmente distinto a que os leitores estão acostumados – e no qual ele pode mostrar seu bom humor. O livro surgiu de um projeto de crowdfunding financiado em menos de 48 horas pelos fãs.

Izaac Brito – Formado em Marketing e Propaganda pela Facinter (2009), atualmente estuda Comunicação em Mídias Digitais pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Trabalha com criação de personagens desde 2008 com as seguintes técnicas: Modelagem em Clay (escultura em massa utilizada em produção de personagens para cinema e animação 3D), desenho vetorial (Adobe Illustrator e Corel Draw), pintura digital (Adobe Photoshop, Painter, Gimp, Arte rage), diagramação (In Design), animação vetorial (Adobe Flash) e técnicas artísticas e mistas (nanquim, aquarela, lápis de cor). É professor desde 2006 e ministra cursos de desenho, história em quadrinhos e modelagem artística. Dentre suas áreas de interesse, destaca ilustração, escultura e animação.

Cristovam Tadeu – Um dos mais atuantes atores e humoristas da Paraíba, conhecido por sua atuação em teatro e TV é, também, um dos principais chargistas do Estado. No ramo da charge política trabalhou em todos os jornais locais durante 18 anos. Nos quadrinhos, seu personagem principal, Bartolo, o bebum, ganhou, além de publicações locais, espaços na mídia alternativa de São Paulo através das revistas Quadreca (editada por alunos da USP), do Jornal de bairro Limão News e no primeiro site de humor do Brasil, Humortadela (http://www.humortadela.com.br/). Também foi convidado para expor suas tiras no Cartoon Club em Rimini, Itália, em 2004. Atualmente, o Bartolo é publicado no jornal A União.

Luzardo Alves – Sua trajetória começou na década de 1960, quando deixou a Paraíba para radicar-se no Rio de Janeiro, onde foi trabalhar na revista O Cruzeiro – a mais importante do país naquela época. Marcou presença ao lado de Henfil, Millôr Fernandes, Péricles, Carlos Estevão, Juarez Machado, Nilson, Redi, Ciça, Daniel Azulay, Ziraldo, Zélio, Jaguar, Fortuna, enfim, o sumo do humor gráfico brasileiro. Além de publicar em O Cruzeiro, participou da Revista do Rádio e dos jornais Correio da Manhã e O Dia.

De volta à Paraíba, Luzardo articulou com os jornalistas locais a fundação do jornal alternativo Edição Extra, em 1971, seguindo a linha de O Pasquim. Na mesma época, criou, ao lado de Anco Márcio, a personagem Bat-Madame, que fazia uma sátira de Batman e dos costumes da região. Publicou suas charges e cartuns nos jornais diários do Estado, criando novos personagens. Também editava a Charge da Semana, com destaque para a personagem Pataconho.

Espaço HQ- Desenvolvido pela Funesc, o projeto Espaço HQ pretende realizar mensalmente atividades voltadas a esse segmento de produção, como oficinas, laboratórios, discussões, palestras e vivência entre profissionais e amadores da área. A primeira ação do projeto ocorreu em outubro do ano passado com o Laboratório de Quadrinhos, ministrado por Thaïs Gualberto. Desde então, novas edições aconteceram nos meses seguintes, passando a fazer parte da agenda mensal da Funesc. Só em 2015, já aconteceram três encontros nos meses de março, abril e maio, chegando a Campina Grande.

 

Serviço:

Espaço HQ – 13 e 14 de junho

Sábado (13):

9h – 16h: Oficina “Desenho Básico” com Izaac Brito

Inscrições na DDAC (Rampa 1), das 9h às 12h e das 14h às 17h

Valor: R$ 20,00

Local: Rampa 1, Auditório 3

 

Domingo (14):

16h – 18h: Mesa-redonda “Primórdios do quadrinho paraibano” com Cristovam Tadeu, Luzardo Alves e Mike Deodato Jr.

Local: Rampa 1, Auditório 1

Informações pelo e-mail funesc.quadrinhos@gmail.com

Realização: Funesc (coordenação de Quadrinhos)