Fale Conosco

3 de novembro de 2011

Funesc divulga selecionados para Curso Avançado de Cinematografia Eletrônica Digital



A Funesc divulgou, nesta quinta-feira (3), a relação com nomes dos 27 selecionados para participar do Curso Avançado de Cinematografia Eletrônica Digital, que acontece de 7 a 11 deste mês, no Espaço Cine Digital da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc). As aulas ocorrerão pela manhã e à tarde e serão ministradas por Carlos Ebert.

O curso avançado é voltado para quem concluiu o curso básico que foi realizado na UFPB em 2009 e para profissionais e realizadores com experiência em cinematografia digital. A seleção final dos candidatos foi feita pelo ministrante, a partir da análise de currículo e dados informados na ficha de inscrição. Ele deu prioridade a ex-alunos do curso básico realizado anteriormente.

As aulas do curso avançado se destinam a estudantes e professores de comunicação, rádio, TV e cinema, profissionais da área de TV, vídeo e cinema e realizadores independentes. É exigido conhecimento prévio de alguns procedimentos e técnicas básicas, bem como noções elementares de fotografia, cinematografia, estética e história das artes visuais.

O resultado final da seleção também foi divulgado diretamente a todos os inscritos através de e-mail e pode ser visto no site www.funesc.com.br a partir desta quinta-feira (3).

O curso é realizado pelo Centro Audiovisual Norte-Nordeste (Canne) em parceria com o Núcleo de Produção Digital (NPD), por meio da Funesc e ABD-PB. A carga horária é de 40 horas, com aulas das 8h30 às 12h e das 14h às 18h.

O objetivo do curso é aprofundar conhecimentos técnicos e artísticos relacionados à captação de imagens em movimento em suporte eletrônico digital, complementando o curso de Cinematografia Digital realizado em João Pessoa.

Nas disciplinas serão abordados temas como análise visual do roteiro, visita técnica a locação, testes de resolução espacial, temperatura de cor, fontes de luz, escolha de acessórios (maquinaria), formato de captação ideal para finalizar em diferentes suportes, transfer para película, entre outros.

Currículo do ministrante – Carlos Ebert é diretor e fotógrafo de cinema, televisão e publicidade. Carioca nascido em 1946, estudou arquitetura na Universidade Federal do Rio de Janeiro e cinema na Escola Superior de Cinema São Luiz, em São Paulo. Começou em 1966 como repórter fotográfico, tornou-se operador de câmera e diretor de fotografia em 1968 e diretor em 1970.

No final dos anos 60, participou do cinema marginal e foi câmera e diretor de fotografia de um dos filmes mais significativos do movimento, “O bandido da luz vermelha” (1968), de Rogério Sganzerla, e em 1970, dirigiu República da traição. Fez a fotografia tanto de longas como de curtas-metragens, entre eles “O rei da vela” (1983), de José Celso Martinez Corrêa e Noilton Nunes, e “Fé” (1998), de Ricardo Dias.

Fez também fotografias para televisão, como a de “O povo brasileiro” (2000), ganhador do Grande Prêmio Cinema Brasil de TV em 2001. Desde 1970 dedica-se também ao ensino da fotografia para cinema.

Lista de selecionados

1.      Aderaldo Gomes de Assis Júnior

2.      Adino Saraiva Bandeira

3.      Bernardo Teodorico Costa Souza

4.      Cléa Lúcia Presbytero

5.      Cleyton Araújo Ferreira

6.      Daniel Theodósio Amaral

7.      Diego Vinicius Benevides Ramos

8.      Emerson Lima Ribeiro

9.      Fernando Ericson Dias da Silva

10.    Geraldo Pedrosa de Miranda

11.    Gian Filipe Rodrigues Orsini

12.    Hermano Araruna Formiga

13.    Ismael M. Farias

14.    Jardel Nunes Mangueira

15.    Jerônimo Viegas da Silva

16.    Jônatas da Silva Santos

17.    Luis Augusto Barbosa

18.    Niutildes Batista Pereira

19.    Paulo da Costa Lages Filho

20.    Paulo Roberto de Souza Junior

21.    Sérgio Fernandes Dias (Camalaú)

22.    Silvio Toledo

23.    Thiago Marques de Figueiredo

24.    Tiago Barbosa da Fonseca

25.    Victor Manoel Alves Ramalho

26.    Virginia Pinto Campos

27.    Walfrido Cabral Claudino