Fale Conosco

27 de julho de 2011

Funesc comemora Dia do Escritor com sessão especial e presença do presidente da UBE



Em homenagem ao Dia do Escritor, comemorado no Brasil em 25 de julho, a  Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), através da Biblioteca Pública Juarez da Gama Batista  e em parceria com a União Brasileira de Escritores da Paraíba, realiza nesta sexta-feira (29) uma sessão especial voltada à arte das letras.

A programação, que terá início às 16h no Auditório Verde da Funesc, conta com lançamento do  livro “A terceira margem – ensaios críticos”, da escritora Moema Selma D’Andrea;  lançamento da revista da UBE/PB, que terá edição dedicada às mulheres; e exposição do escritor paraibano Afonso Pereira, sobre a sua trajetória na UBE.

Nomes importantes da literatura paraibana serão homenageados, entre eles o historiador, bibliotecário e escritor Waldemar Bispo Duarte. De trajetória marcante na cultura paraibana, Waldemar Duarte foi peça fundamental na criação do Arquivo Histórico da Funesc (que leva seu nome), e sua memória será homenageada na noite dos escritores paraibanos.

Na Biblioteca Juarez Gama Batista, os presentes farão uma visita ao Acervo do Escritor Paraibano, para conhecer um pouco mais da riqueza literária do estado. O evento será encerrado com coquetel e momento de autógrafos.

Além das atividades, a Sessão Especial do Dia do Escritor contará com a presença do presidente Nacional da União Brasileira de Escritores, Joaquim Maria Botelho, que lançará o Congresso Brasileiro de Escritores, que ocorrerá de 12 a 15 de novembro, em Ribeirão Preto (SP).

Na ocasião, o presidente da UBE também anunciará a retomada do Prêmio Juca Pato – Intelectual do Ano, honraria de grande relevância no meio literário, concebida pela UBE com o apoio do Jornal Folha de São Paulo. O prêmio estava suspenso desde 2008.

Para a presidente da Funesc, Lu Maia, a comemoração ao Dia do  Escritor é uma forma de incentivar  os escritores da Paraíba. “Essa data não poderia passar em branco pela Funesc. Os escritores documentam a nossa memória e enaltecem a cultura. Eles precisam ser reconhecidos e as obras devem ser consumidas pela sociedade, e esse é o nosso desejo com essa ação”, diz Lu Maia.

SERVIÇO:

Local: Auditório Verde da Funesc e Biblioteca Pública Juarez da Gama Batista
Data: 29/07
Hora: 16h
Entrada: Gratuita