João Pessoa
Feed de Notícias

Funesc apresenta Ivan Vilela e Orquestra da UFPB no projeto Música do Mundo

quinta-feira, 5 de novembro de 2015 - 12:38 - Fotos:  Divulgação

A música instrumental mundial contemporânea tem agenda garantida mensalmente no Espaço Cultural José Lins do Rego. Trata-se do projeto Música do Mundo, que este mês traz o músico Ivan Vilela na sua programação. Ele se apresenta ao lado da Orquestra Sinfônica da UFPB e convidados, com regência do maestro Carlos Anísio. O show acontece nesta sexta-feira (6), às 20h30, na Sala de Concertos Maestro José Siqueira. Os ingressos custam R$ 10 (inteiro) e R$ 5 (estudante). Para quem optar pela compra antecipada, a bilheteria abre às 17h.

A atividade faz parte das comemorações de 60 anos de fundação da UFPB e está sendo realizada por meio de parceria entre o CCTA da instituição e Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc). Entre as atrações estão a Camerata Filipéia e os professores do Demus, Heleno Feitosa (sax soprano) e Daniella Gramani (voz).

O programa do concerto abre com “Asa Branca” (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira) e segue com “Doma” (Zé Gomes e Almir Sater), com participação de Heleno Feitosa (Costinha) com saxofone soprano. Em seguida, o público ouve “Estrada do Sertão” (João Pernambuco e Hermínio Belo de Carvalho), com a voz de Daniella Gramani. Na sequência, a apresentação traz “Mourão” (Guerra Peixe/Clóvis Pereira), “Romance da Bela Infanta” (Romance ibérico do século XVI, recriado por Antônio José Madureira), completando com participação da Camerata Filipéia.

Ao lado da OSUFPB (Cordas), o repertório inclui “A Força do Boi” (Ivan Vilela); “Tristeza do Jeca” (Angelino de Oliveira, arr. de Renato Kefi); “Menino: Saci e Acalanto” (Ivan Vilela, arr. Ravi Kefi); “Paisagens” (Ivan Vilela– Orq. Ravi Kefi); “Saudade de Minha Terra” (Goiá e Belmonte); “Sertão” (Ivan Vilela, arr. Gil Jardim/adaptação. Felipe Fonseca). A apresentação finaliza com “Armorial” (Ivan Vilela).

Ivan Vilela – Virtuose da viola caipira, Ivan Vilela é compositor, arranjador, pesquisador, professor e violeiro brasileiro. É professor da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA). Idealizador da ONG Núcleo da Cultura Caipira, desde 1996, realiza apresentações no exterior, tendo tocado na Alemanha, Argentina, Bélgica, Espanha, Estados Unidos, França, Inglaterra, Itália e Portugal, realizando concertos e conferências em salas de espetáculos e universidades. Entre seus lançamentos está o CD “Dez Cordas”, em que destaca a técnica que utiliza para tocar e a sonoridade extraída da viola. No repertório, clássicos da música brasileira e internacional, com arranjos inéditos.

Foi criador, diretor e arranjador da Orquestra Filarmônica de Violas durante dez anos. Atualmente dirige a Orquestra de Viola Caipira de São José dos Campos, ligada à Fundação Cultural Cassiano Ricardo. Foi idealizador da ONG Núcleo da Cultura Caipira e responsável pelo projeto de criação de um curso superior de música que utilize uma metodologia brasileira de ensino, proposta inédita no Brasil, concebida a pedido da Universidade de Taubaté (SP).

Seu livro “Cantando a Própria História – Música Caipira e Enraizamento” foi lançado em 2013 na Feira Internacional do Livro de Frankfurt, Alemanha. Em 2010, a TV Cultura exibiu o especial Ivan Vilela sobre o instrumentista. É diretor da Orquestra Filarmônica de Violas.

Compôs a Ópera Caipira Cheiro de Mato e de Chão, sobre libreto de Jehovah Amaral, e é consultor musical do Museu da Pessoa no projeto de criação do portal sobre o Clube da Esquina (2004). Foi criador, ao lado de José Roberto Zan, do seminário Caipira: cultura, identidade e mercado, no Instituto de Artes-Unicamp (2003). Foi curador do Prêmio Syngenta de Música Instrumental de Viola (2004 e 2005) e do Projeto Música Paulista (2009). Ivan Vilela é ainda coordenador do Curso Música e Saúde (desde 2011).

Carlos Anísio – Graduou-se em Música (1983) pela UFPB. Em 1997, obteve o título de Mestre em Regência Orquestral pela UFBA. Desde 1996 atua à frente do Coro de Câmara Villa-Lobos, grupo com o qual gravou quatro CDs. Docente do Departamento de Música da UFPB desde 1991, ocupou os cargos de chefe do DeMús por três mandatos e coordenador de Extensão Cultural da PRAC de 2009 a 2012. Exerce intensa atividade como compositor, arranjador, diretor e produtor musical em projetos fonográficos, de audiovisual e de artes cênicas. Em 2011, assumiu juntamente com Eli-Eri Moura a direção artística da Orquestra de Câmera da Cidade de João Pessoa.

Música do Mundo – Uma vez por mês, a Sala de Concertos Maestro José Siqueira recebe o projeto Música do Mundo, ação promovida pela Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) de valorização dos artistas e música instrumental. O lançamento aconteceu em agosto, com a participação do grupo parisiense Trio In Uno. Em setembro, foram duas edições – uma com o Quinteto da Paraíba e outra com o pianista francês Pascal Gallet.  Em outubro, o projeto trouxe o grupo Renato Bandeira & Som de Madeira. Uma das características do projeto é o preço popular do ingresso, que custa R$ 10 (inteiro) e R$ 5 (estudante), de forma a permitir ao público acesso à música instrumental de qualidade internacional.

Com a ação, a Funesc pretende oferecer um panorama da produção instrumental mundial à população, ampliando dessa forma o acesso às mais variadas vertentes da música. O projeto também oportuniza aos artistas da região ter mais acesso à produção mundial, o que reflete, inclusive, na criação do trabalho desenvolvido pelos músicos do Estado.

Serviço

Música do Mundo

Atração: Ivan Vilela com Orquestra Sinfônica da UFPB e convidados

Data: sexta-feira, 4 de novembro

Hora: 20h30

Local: Sala de Concertos Maestro José Siqueira

Ingressos: R$ 10 (inteiro) R$ 5 (estudante)

Bilheteria: a partir das 17h

Realização: Funesc