João Pessoa
Feed de Notícias

Funesc abre o mês de dezembro com música erudita, pop e jazz

segunda-feira, 30 de novembro de 2009 - 12:48 - Fotos: 

Depois de um mês de comemorações pelos 120 anos do teatro Santa Roza, a Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) abre o mês de dezembro com uma agenda de shows imperdíveis. Na próxima sexta-feira (4), duas apresentações internacionais tomam conta do Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa. No sábado (5), é a vez de um popstar da música brasileira desfilar alguns dos maiores hits dos anos 80.
 
O primeiro concerto da Orquestra Sinfônica da Paraíba no mês de dezembro será bastante especial. Como parte integrante da Noite da Cultura, promovido pelo Governo do Estado na próxima sexta-feira, a Sinfônica da Paraíba sobe ao palco no cine-teatro Bangüê às 21 horas sob a regência do paraibano Alexander Mandl, renomado no mundo da música clássica e com uma brilante carreira internacional, Mandl é spalla da Kenosha Symphony Orchestra e da Beloit Janesville Symphony e concertino da Milwaukee Chamber Orchestra. 

Ele também é diretor artístico e regente da Lakeshore Youth Philharmonic; regente da Elm City Chamber Fest Orchestra e regente da Timothy Dwight Chamber Orchestra.  Como professor, faz parte do corpo doscente da University of Wisconsin-Parkside, do Wisconsin Conservatory of Music, do Elm City ChamberFest e do Festival Eleazar de Carvalho.

Além de Alexander Mandl, o concerto da próxima sexta-feira vai contar com a violonista canadense Jeanyi Kim, 3ª spalla da Milwaukee Chamber Orchestra e spalla da Milwaukee Chamber Orchestra, ambas nos Estados Unidos. No programa estarão a peça “Verão”, das “Quatro Estações”, de Vivaldi, e “Finlandia”, de Sibelius, e a “Quinta Sinfonia”, de Tchaikowsky. A entrada para o concerto é gratuita.
 
Stanley Jordan encerra ‘7 em Ponto’ com chave de ouro

Apontado como um dos mais inventivos guitarristas dos Estados Unidos, o músico Stanley Jordan volta a João Pessoa para mostrar sua maneira peculiar de tocar guitarra. Acompanhado pelos brasileiros Ivan “Mamão” Conti na bateria, integrante do lendário grupo Azymuth, e Dudu Lima no baixo acústico, elétrico de 4, 5 e 6 cordas e fretless, Stanley se apresenta a partir das 19 horas. O guitarrista paraibano Zé Filho abre a noite. Os ingressos irão custar R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia) e começam a ser vendidos em breve.

Jordan já percorreu o mundo para mostrar sua "touch technique" – o guitarrista desenvolveu uma maneira peculiar e inovadora de tocar utilizando apenas o braço da guitarra. Dessa maneira, toca, com perfeição, de músicas dos Beatles (é bem famosa sua versão para "Eleanor Rigby") até peças clássicas de Mozart, além de um repertório próprio instrumental, distribuído ao longo de 14 álbuns.

Stanley Jordan, que se apresentou pela primeira vez em João Pessoa apenas no ano passado, volta com a turnê mundial do álbum 'State of Nature', lançado em 2008 nos Estados Unidos com elogios entusiasmados da crítica. Conceitual, o disco reflete o lado humano e social do guitarrista, conhecido por trabalhar a músicoterapia e preocupar-se com questões ambientais ao redor do mundo.
 
No dia seguinte ao show, o sábado (5), Stanley Jordan ministra um workshop de guitarra para músicos paraibanos a partir das 09h30, no Auditório Verde do Espaço Cultural José Lins do Rego. A inscrição é gratuita e poderá ser feita – a partir da próxima segunda-feira (23) na Diretoria de Desenvolvimento Artístico e Cultural (DDAC) da Funesc, ou pelo telefone 3211-6225, mas é necessário que o interessado já saiba tocar guitarra.
 
Leoni mostra sucessos do Kid Abelha e Heróis da Resistência

Quem gosta de rock nacional e MPB terá uma boa oportunidade de conferir o trabalho de um dos artistas brasileiros que começaram a se destacar nos anos 80. O cantor e compositor carioca Leoni, ex-integrante das bandas Kid Abelha e Heróis da Resistência, fará show no dia 05 de dezembro (sábado), às 21h, no Teatro de Arena do Espaço Cultural, mostrando canções bastante conhecidas do público, entre elas, “Garotos II” e “Só pro Meu Prazer”.

Leoni iniciou a carreira como baixista da banda Kid Abelha e os Abóboras Selvagens, que em 1982 começou a fazer vários shows, inclusive, no Circo Voador, palco de grandes revelações musicais nos anos 80. As músicas do Kid Abelha, “Fixação”, “Pintura Íntima” e “Como eu Quero” estavam nos bares, nas rádios e nos shows que fizeram a trilha sonora de toda uma geração.
Foram quatro discos de ouro (mais de 500 mil discos vendidos).

Despertando a vontade de cantar suas próprias canções, em 86 Leoni resolveu montar a banda “Heróis da Resistência”, com quem lançou três Lps e conquistou mais um disco de ouro. Os destaques da banda foram as canções “Só pro Meu Prazer” e “Double de Corpo”, que se tornaram hits imediatos.

Em 1993, o músico decidiu iniciar sua carreira solo lançando o álbum “Leoni”, onde estava incluída a música “Garotos II”, que se manteve por seis meses nas paradas de sucesso.
Em 2002, Leoni investiu em um novo projeto, lançando seu próprio selo, Batuque Elegante, e gravando um novo disco, o “Você sabe o que eu quero dizer”.  A demora em gravar um novo disco e de resistir a propostas mercadológicas valeram a pena. Inéditas como “Temporada das Flores”, “Fotografia”, “Cartas que eu não Mando” e “Melhor para Mim” foram grandes destaques desse CD.

Em 2003 lançou ‘Áudio-retrato’, que trouxe as composições que o público desconhecia serem de sua autoria. O disco tem produção do maestro Eduardo Souto Neto e participações especiais de Herbert Vianna, Dinho Ouro Preto, Léo Jaime e Rodrigo Maranhão. O CD trouxe uma leitura nova e mais madura das canções que fizeram sucesso em sua carreira como, “Lágrimas e Chuva”, “Fixação” e “Exagerado”, além da inédita “Canção para quando você voltar” em parceria com Herbert Vianna.

O CD “Áudio-retrato” deu tão certo que o reconhecimento veio com o lançamento em 2005 do disco e do DVD “Ao vivo” pela Som Livre. As participações especiais eram as mesmas, mas Leoni reinterpreta com Herbert Vianna a canção “Por que não eu?”, a primeira parceria dos dois feita em 86. O sucesso rendeu mais de 85 mil CDs vendidos e 50 mil DVDs, e 120 shows por todo o Brasil para mais de 200 mil pessoas.

As músicas de Leoni, considerado por muitos um “hitmaker”, estão no repertório das principais bandas nacionais, como Barão Vermelho, “A chave da porta da frente”, e Paralamas do Sucesso, com “Fora do lugar”.
 
O próximo projeto de Leoni é o CD ainda inédito “Outro Futuro”, gravado em um show no Palais de La Décourverte, em Paris, junto com seis índios Ashaninka do Acre, que vai resultar também em um documentário.
 
SERVIÇOS
 
CONCERTO ORQUESTRA SINFÔNICA DA PARAÍBA
Quando: 04 de dezembro (sexta-feira), a partir das 21 horas;
Onde: Cine-teatro Bangüê, no Espaço Cultural José Lins do Rego;
Regente e solista convidado: Alexander Mandl (EUA);
Solista convidada: Jeanyi Kim (Canadá);
Quanto: Gratuito
 
STANLEY JORDAN
Quando: 04 de dezembro (sexta-feira), a partir das 19 horas;
Onde: Teatro de Arena do Espaço Cultural José Lins do Rego;
Quanto: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (estudante).
Workshop: 05 de dezembro (sábado), a partir das 09h30;
Local: Auditório Verde do Espaço Cultural José Lins do Rego;
Inscrições: DDAC da Funesc, telefone (83)3211-6225, a partir do dia 23 de novembro;
Quanto: Gratuito
 
 
LEONI
Quando: 05 de dezembro (sábado), a partir das 21 horas;
Onde: Teatro de Arena do Espaço Cultural José Lins do Rego;
Quanto: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (estudante).

Assessoria de Imprensa da Funesc