Fale Conosco

23 de abril de 2015

Fundac oferece cursos profissionalizantes para socioeducandos



A Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente Alice de Almeida (Fundac) realiza a quinta edição dos cursos profissionalizantes para 31 socioeducandos da Casa Educativa (CE) e do Centro Socioeducativo (CSE). As aulas, que se iniciam nesta quinta-feira (23) nas duas unidades, serão ministradas por instrutores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), por meio do Programa Nacional de Tecnologia e Emprego (Pronatec), e terão duração de três meses com carga horária de 160 horas. Ao final do curso, cada socioeducando receberá um certificado a ser emitido pelo Pronatec/IFPB.

Vinte meninos do CSE vão participar do curso de aplicadores de revestimento em cerâmica (destinado à área da construção civil) e 11 meninas da Casa Educativa farão o curso profissionalizante de recepcionista (destinado a atividades do comércio). As aulas serão ministradas de segunda a sexta-feira, das 13h30 às 17h30, nas unidades socioeducativas.

Para a presidente da Fundac, Sandra Marrocos, nessa parceria com o IFPB, o Pronatec se configura como um dos eixos mais importantes que é o profissionalizante. Esse ano são 406 vagas direcionadas aos homens e mulheres das unidades de internação. “Na nossa avaliação, uma das coisas mais importantes é criar oportunidades para esses meninos e meninas e contribuir para que eles saiam com uma profissão”.

O coordenador de Profissionalização da Fundac, Rildo Roberto da Silva Lima, disse que desde a criação dos cursos muitos jovens já foram absorvidos pelo mercado de trabalho. Ele considera esses cursos muito importantes para a reinserção social dos socioeducandos e reconhece que, “através da qualificação profissional, os jovens privados de liberdade passam a ter dignidade, se sentem mais seguros e ficam com a autoestima mais elevada”.

Pronatec – Os cursos profissionalizantes foram iniciados em 2011 e já qualificaram cerca de 120 meninos e meninas. Só participam das aulas quem tem escolaridade, CPF, RG, Carteira de Trabalho e que estejam na faixa etária entre 15 e 21 anos. As duas turmas já participaram da aula inaugural.