Fale Conosco

8 de março de 2018

Fundac lança projeto de alfabetização para socioeducandos do CEJ



​ A Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente ‘Alice Almeida’ (Fundac), por meio da Escola Cidadã Integral Socioeducativa Almirante Saldanha, anexo do Centro Educacional do Jovem (CEJ), está lançando o projeto “CEJ Alfabetizado”. A ideia surgiu após diagnóstico realizado pela coordenadora pedagógica desta unidade, Flávia Tavares Gomes, que observou, durante o segundo semestre letivo de 2017, dificuldades relacionadas à escrita, leitura, produção e interpretação de texto nos alunos de todos os ciclos.

A partir desta necessidade, a coordenadora elaborou este projeto pedagógico, que visa desenvolver nos jovens uma maior aprendizagem na alfabetização e letramento, de maneira significativa e lúdica. Para Flávia Tavares, esse projeto é de suma importância, uma vez que vai nivelar a escolarização dos educandos, além de permitir aos que não são alfabetizados o acesso ao mundo das letras, ampliando assim suas possibilidades e oportunidades ao término do cumprimento de sua medida.

Ela explicou que as turmas de alunos que vão à escola no CEJ variam de 20 a 25 jovens, o que dificulta para os professores em sala desenvolverem um trabalho mais direcionado aos alunos que apresentam maiores dificuldades ou que de fato, lamentavelmente, ainda não sabem ler. Logo, os alunos que participaram do projeto ‘CEJ Alfabetizado’ (inicialmente duas turmas) vão para as aulas no horário oposto as suas aulas na escola padrão e serão acompanhados pela professora polivalente Drielly Wanessa Lopes Gregório, com atividades que explorem as letras, o nome, leitura e interpretação de texto, etc.

Segundo Flávia, a parceria firmada com a direção da Unidade CEJ nas pessoas do diretor Darcywendow Lacerda e do vice, Haniery Luiz, foi fundamental para a implantação do projeto pedagógico. “Aproveito a oportunidade para agradecer publicamente”, destacou Flavia, ressaltando que agora é focar no objetivo do projeto e esperar os resultados positivos que ele tem a ofertar para os jovens.

Ela informou também que até o final do ano letivo espera que todas as turmas tenham a oportunidade de participar.