Fale Conosco

18 de abril de 2012

Fundac lança programa para as famílias de adolescentes e jovens em conflito com a lei



O Governo do Estado, por meio da Fundação de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente (Fundac), iniciou, nesta quarta-feira (18), o Programa Alimentando Laços, desenvolvido em parceria com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e integrado ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). A ação beneficiará diretamente cerca de trezentas famílias de adolescentes e jovens que cumprem medida socioeducativa no Estado. A cerimônia de apresentação do programa aconteceu no auditório do Centro Educacional do Jovem (CEJ), em João Pessoa.

As primeiras unidades beneficiadas pelo projeto são o Centro Educacional do Adolescente (CEA), Centro Educacional do Jovem (CEJ), Casa Educativa e a Unidade de Semiliberdade, em João Pessoa; e também o CEA de Souza. Segundo a presidente da Fundac, Cassandra Figueirêdo, a ideia é implantar o projeto em outras unidades do interior do Estado, como o Abrigo Provisório e Lar do Garoto, em Lagoa Seca.

O Programa Alimentando Laços faz parte do Plano de Convivência Familiar, que tem como principal objetivo combater a reincidência de adolescentes e jovens infratores, incentivando o envolvimento das famílias no processo socioeducativo. “A nossa intenção é promover a aproximação entre os familiares e os adolescentes e jovens que cumprem medida nas unidades de atendimento socioeducativo do Estado, criando condições para melhorar esse relacionamento, fortalecendo a afetividade e os vínculos familiares, fatores que, para nós, são imprescindíveis para o êxito do trabalho de ressocialização”, afirmou a presidente da Fundac.

Além da distribuição dos alimentos, serão feitas reuniões quinzenais com as famílias dos internos, onde elas vão aprender a utilizar os gêneros alimentícios agrícolas como base de uma alimentação mais saudável.

Os encontros serão monitorados por uma equipe da Fundac formada por assistentes sociais, psicólogos e pedagogos, entre outros.

Para Josélia da Silva, mãe de uma adolescente em cumprimento de medida socioeducativa, o programa será importante para ajudar a família no acompanhamento das atividades desenvolvidas pela sua filha durante o processo de ressocialização.