João Pessoa
Feed de Notícias

Fundac forma primeira turma de lacradores de placas e veículos

terça-feira, 4 de setembro de 2012 - 18:47 - Fotos: 

Foto: Roberto Guedes/Secom-PB

A atividade “Sinalizando a Empregabilidade”, na manhã desta terça-feira (4), na sede da Escola de Serviço Público do Estado da Paraíba (Espep), encerrou o curso de capacitação da primeira turma de lacradores de placas e tarjetas de veículos automotores do Projeto Sinalizando Vidas, promovido pela Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac), em parceria com o Detran e Sindicato Estadual dos Fabricantes de Placas de Veículos Automotores da Paraíba (Sindiplave-PB).

Dinâmicas, palestras, exibição de vídeos e a entrevista de emprego com representante da Sindiplave constaram da programação. “Hoje eu acredito que o projeto tem continuidade. Os jovens me questionavam se o curso ia dar certo mesmo, se iam para o mercado de trabalho. Eles querem ter o retorno. E o retorno é esse aqui, hoje”, afirmou a pedagoga Amélia Ribeiro, uma das educadoras que aplicou a qualificação social entre os jovens do Centro Educacional do Jovem (CEJ).

“Esse momento é uma luz para os meninos que ficam. Eles perguntam, querem saber se quem fez o curso já está trabalhando. Só querem saber isso para acreditarem e aproveitar a oportunidade para construírem uma nova história”, completou a psicóloga Maria Jozina Ferreira, que aplicou os módulos do Sinalizando Vidas para os adolescentes do Centro Educacional do Adolescente (CEA).

Marcos Suede Brito, de 19 anos, saiu do CEJ em julho. Chegou na Espep antes de todo mundo, ansioso para ter o certificado na mão e conquistar seu emprego. “Não tenho trabalho. Com um curso desses, é bom demais! Quero trabalhar para ter meu dinheiro e comprar uma feira boa e ajeitar minha casa”, compartilhou o jovem.

José Ademar Júnior, também de 19 anos, já tem família. Saiu do CEJ no mesmo período de Marcos, com planos traçados para sustentar a mulher e o filho de 2 meses. “Eu quero ter uma vida normal, cuidar da minha mulher, do meu filho. O emprego dá pra gente o respeito da sociedade”, afirmou.

O Projeto Sinalizando Vidas é uma parceria entre Detran, Sindiplave e Fundac, que tem o objetivo de capacitar jovens internos de unidades de ressocialização geridas pela Fundação –  Centro Educacional do Adolescente (CEA), Centro Educacional do Jovem (CEJ), Semiliberdade, Casa Educativa (feminina), CEA Sousa e Lar do Garoto. Cento e onze jovens, entre 16 e 21 anos, foram formados na primeira turma.

“O objetivo do Sinalizando Vidas não é só o encaminhamento para o mercado de trabalho. É a recuperação efetiva do jovem enquanto ser social que exerce plenamente seus direitos de cidadania”, explicou o gerente de educação profissional da Fundac, Osman Matos.

Foram três meses de formação – 80 horas/aula de qualificação social e profissional divididas em três módulos: Aprender a Ser, Aprender a Conviver, Aprender a Fazer, em que os educadores trabalharam temáticas como liderança, cooperação, comunicação, auto-estima, ética, sustentabilidade…

Foto: José Lins/Secom-PB

Para a jovem L.D.S, de 18 anos, que cumpre medida socioeducativa na Casa Educativa, o diploma significa uma conquista: “Nas dinâmicas do curso eu vi que todos nós temos um sonho e uma escolha a fazer, mas que somos nós mesmas que temos que fazer. As pessoas devem acreditar no sonho, porque só depende da gente para conseguir o que se quer”, disse.

A técnica em educação da Casa Educativa, Djinalma Almeida, disse que também aprendeu com os participantes do curso. “Foi um convívio com as diferenças. Estávamos iguais, no mesmo patamar, com ânsia de aprender e um olhar diferenciado para cada uma de nós. Porque cada um tem a sua essência”, enfatizou.

Ainda este mês, todas as jovens da Casa Educativa com 16 anos ou mais que tenham o 5º ano do ensino fundamental vão participar de um curso de recepcionista.