João Pessoa
Feed de Notícias

Fundac e UFPB firmam parceria para fortalecimento do sistema socioeducativo da Paraíba

terça-feira, 15 de janeiro de 2013 - 11:17 - Fotos: 

A presidente da Fundação de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente “Alice de Almeida” (Fundac-PB), Cassandra Figueiredo, visitou a reitora da UFPB, Margareth Diniz, e apresentou o Plano Acordo Social em que a Fundac  propõe  parcerias para efetivar projetos de ressocialização dos adolescentes em medida socioeducativa no Estado.

Uma comissão da Fundac, composta pelo chefe de gabinete, Carlos Antônio Ribeiro; a diretora técnica, Denise Miranda; a coordenadora de Capacitação, Cizia Romeu; e pelo coordenador de planejamento, Jupiratan Ramos, também participou do encontro. Na ocasião, a presidente da Fundação falou sobre as necessidades da entidade para a implantação de projetos com música, esporte, saúde, educação, entre outros.

A reitora Margareth Diniz disse que a UFPB tem condições de atender a todas as solicitações da Fundac e assinou a adesão da Universidade ao Acordo Social. “Precisamos ‘derrubar os muros’ da Universidade e nos aproximar da comunidade”, complementou a reitora.

“Essa parceria possibilita o desenvolvimento de atividades e projetos integrados nas diversas áreas de conhecimento e visa o fortalecimento das ações, tanto de ressocialização do adolescente em conflito com a lei quanto de formação dos operadores do Sinase. Encontramos uma universidade bastante receptiva e sensibilizada com a causa. Isso nos deixou muito feliz”, avaliou Cassandra.

Os próximos passos serão as realizações de reuniões de representantes da Fundac com as pró-reitorias de Extensão Comunitária e de Graduação, além do Núcleo de Direitos Humanos, para implementação dos projetos da Fundac e para a construção de novas ações.

Acordo Social – O Plano “Acordo Social” é um projeto do Governo do Estado da Paraíba, lançado no ano passado, que tem o objetivo de articular atividades para ressocialização de jovens e adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas de internação, semi-liberdade e internação provisória.

Através do Acordo Social são efetivadas parcerias para desenvolver novas oportunidades educacionais, profissionais, culturais e econômicas para os adolescentes em conflito com a lei, seus familiares e todos os que vivem em situação de vulnerabilidade social. O projeto caracteriza-se pela articulação de acordos, convênios, projetos e todas as possibilidades de ações e atividades que tenham a finalidade de unir sociedade civil, organizações não governamentais (ONGs), empresas privadas e governos locais, nacionais e internacionais no projeto de ressocialização de adolescentes e jovens.