João Pessoa
Feed de Notícias

Funad e sociedade discutem o Autismo na Paraíba

quarta-feira, 6 de abril de 2011 - 09:19 - Fotos: 

Os familiares de pessoas com autismo e os representantes das entidades públicas e privadas que atuam no atendimento de autistas no Estado participaram do “I Fórum de Debate da Funad 2011: A Realidade do Autista na Paraíba”, nesta semana, promovido pelo Governo do Estado, através da Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad), em comemoração ao Dia Mundial de Conscientização ao Autismo (2 de abril).

O evento aconteceu na sede da fundação, em João Pessoa, nessa segunda-feira (4),  sob o comando da Coordenadoria de Atendimento ao Portador de Deficiência Mental (Codam) e contou com a participação de representantes da Associação de Pais e Amigos do Autista da Paraíba (AMA), da Associação de Pais, Amigos e Simpatizantes do Autismo da Paraíba (Asas), da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae),  Pestalozzi, além de pais e familiares de autistas, que puderam expor os anseios e os problemas que enfrentam atualmente.

Na oportunidade, a presidente da Funad, Simone Jordão, ressaltou as ações que a instituição tem realizado em prol das pessoas com autismo e informou que a nova Diretoria está empenhada no processo de fomentação e implementação das políticas públicas para o segmento a partir da participação democrática da sociedade civil organizada, a exemplo do que vem ocorrendo em todos os setores do Governo do Estado.

“Reconhecemos que não só a Paraíba, mas o Brasil tem uma política pública voltada para a pessoa com deficiência, que inclui o autista, muito fragilizada seja pelo desrespeito aos direitos seja pela falta de informação da própria sociedade”, explicou Simone, destacando a importância da participação das entidades no processo de construção desta nova perspectiva educacional e social para o estado e do próprio serviço que a Funad disponibiliza.

Já as  presidentes da AMA e da Asas, Cleomar Martins de Lima e Hosana de Freitas Carneiro, respectivamente, explicaram que as maiores batalhas do segmento consiste em garantir o diagnóstico precoce da síndrome, o atendimento especializado para pacientes de todas as classes sociais e o acompanhamento às famílias. “No entanto, parabenizamos a Funad pela realização do Fórum, pois estamos vendo que a realidade do autista na Paraíba está sendo mudada”, finalizou Hosana.