João Pessoa
Feed de Notícias

Frei Damião promove palestras sobre parto prematuro, nesta quarta-feira

terça-feira, 21 de dezembro de 2010 - 17:55 - Fotos: 
A Maternidade Frei Damião, que faz parte da rede hospitalar do Estado, promove nesta quarta-feira (22) duas palestras sobre parto prematuro para enfermeiros e técnicos de enfermagem da instituição. O objetivo é treinar os profissionais que atuam nas UTIs neonatal e materna e na unidade de cuidados intermediários (UCI), para melhorar a assistência aos bebês prematuros e às mães. O encontro vai acontecer na Escola de Serviço Público do Estado da Paraíba (Espep), em Mangabeira, na Capital, a partir das 10h.

O coordenador do Centro de Medicina Materno Fetal da Frei Damião, o obstetra Eduardo Fonseca, fará a primeira palestra, às 10h, sobre ‘Parto prematuro’. Em seguida, o coordenador de obstetrícia da maternidade, Marcelo Ticiani, vai falar sobre ‘Pré-parto, parto e puerpério’.  

Segundo a gerente do Núcleo de Enfermagem da instituição, Walkyria Costa e Souza, durante as palestras os profissionais irão aprender normas específicas para casos que ocorrem com frequência nos três serviços. “Será uma espécie de capacitação, com explicações sobre normas e rotinas do seguimento sala de parto para UTI neonatal e UCI, no caso dos bebês, e para a UTI materna, no caso das gestantes. Já promovemos um encontro este ano e iremos capacitar o restante da equipe nesta quarta-feira”, disse.

Atendimentos - A Frei Damião ganhou a primeira UTI materna da Paraíba em maio deste ano, com seis leitos. Até novembro, a unidade ajudou a salvar a vida de 90 mulheres. Antes do serviço, as pacientes penavam por uma vaga nas UTIs gerais. A UCI também foi implantada nesta gestão, com cinco leitos, mas o projeto prevê a ampliação para dez. De janeiro a outubro deste ano, atendeu 233 bebês. Já a UTI neonatal, que nesta gestão passou de quatro para dez leitos, atendeu mais de 100 bebês entre maio e novembro deste ano.

Referência
– A Frei Damião fica em João Pessoa e faz parte do Complexo de Saúde de Cruz das Armas, formado ainda pelo Centro Especializado de Diagnóstico do Câncer. Nesta gestão, passou a ser referência para gestantes de alto risco, porque além da UTI materna, ganhou um Centro de Medicina Materno Fetal, que atende pacientes com gestação gemelar e diagnóstico de fetos com má-formação, cardiopatias congênitas e restrição de crescimento. O serviço oferece exames especializados, acompanhamento médico e garante um parto seguro tanto para a mãe quanto para o bebê.  

Da Assessoria de Imprensa da SES/PB