João Pessoa
Feed de Notícias

Fratura de fêmur em idosos é tema de seminário em Campina

quarta-feira, 17 de março de 2010 - 19:29 - Fotos: 
A Secretaria de Estado da Saúde (SES) realiza na tarde desta quinta-feira (18), no Museu Vivo da Ciência, em Campina Grande, o ‘1º Seminário em Saúde da Atenção Primária: Saúde do Idoso/Fratura de Fêmur’. O evento vai discutir a alta taxa de internação de idosos por fratura de fêmur no município. Segundo dados divulgados por técnicos da Gerência Executiva de Ações Programáticas e Estratégicas (Geape), em 2007 foram 499 casos e em 2008 as notificações somaram 537 ocorrências.

O Seminário é destinado a equipes do Programa de Saúde da Família (PSF) da região e profissionais de saúde interessados no assunto. Além da temática fratura de fêmur, haverá também uma palestra sobre direitos dos idosos ministrada pelo promotor de justiça Valberto Lira, do Ministério Público Estadual. O evento está sendo organizado pelo setor de idosos da Geape e técnicos do curso de Aperfeiçoamento em Gestão de Atenção Primária à Saúde (Agap).

Redução de internações – A idéia, segundo uma das organizadoras do evento, Zuleida Cavalcanti, da Geape, é proporcionar maior atenção ao idoso e reduzir as fraturas de fêmur, que geralmente são provocadas pelas quedas. “O Ministério da Saúde quer reduzir em todo o país 2% das fraturas de fêmur em idosos. Esta é a segunda maior causa de morte desta população. O seminário em Campina Grande vai ser destinado às equipes do PSF e a profissionais de saúde. A meta é levar a discussão a toda Paraíba”, afirmou.  

Ainda de acordo com Zuleida Cavalcanti, este tipo de lesão ocasiona mais mortalidade no primeiro ano pós-fratura. “A fratura de fêmur também representa a perda significativa da capacidade funcional. Metade dos idosos torna-se incapaz de realizar movimentos e um quarto necessita de cuidado domiciliar prolongado”, acrescentou.  

População idosa – A longevidade é uma realidade no Brasil. Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) revelam que a população idosa crescerá no país 16 vezes até 2025, deixando o Brasil em 6º lugar em termos absolutos de idosos. Hoje, de uma população de mais de 3,7 milhões de habitantes, a Paraíba tem 410.140 idosos. Desses, 230.259 são do sexo feminino e 179.881 do sexo masculino, segundo o IBGE/2009. Campina Grande tem 36.805 idosos.  

Parceiros – O evento faz parte do curso de Aperfeiçoamento em Gestão de Atenção Primária à Saúde (Agap), um intercâmbio entre o Ministério da Saúde e a Universidade de Toronto (Canadá), além do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Governo da Paraíba e Prefeitura de Campina Grande.

Da Assessoria de Imprensa da SES/PB