João Pessoa
Feed de Notícias

Fórum de Organismos de Políticas para Mulheres realiza a 1ª reunião

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010 - 18:52 - Fotos: 
Com a participação de representantes de vários municípios do Estado, foi realizada na manhã da terça-feira (9) a primeira reunião do ‘Fórum de Organismos de Políticas para Mulheres – Paraíba’. Promovido pelo Programa Estadual de Políticas para Mulheres (PEPM), o evento foi palco de discussão de mecanismos de articulação com o Fórum Nacional e o Fórum Regional, além de diretrizes para a regulamentação da iniciativa do órgão a nível local, que deve se reunir sistematicamente a cada dois meses.

“Após a deliberação sobre o papel do ‘Fórum de Organismos de Políticas para Mulheres’, devemos aprovar o regimento interno que regulamenta as atividades, o que deve ocorrer já na próxima reunião”, revelou a gerente do Programa de Políticas para Mulheres, Douraci Vieira. “A outra pauta debatida, sobre a realização do ‘Círculo de Arte e Cultura’, tem a finalidade de ouvir sugestões e envolver o maior número de representantes de secretarias e órgãos públicos nas comemorações do dia 8 de Março”.

Participaram do evento as Secretarias da Mulher dos organismos de João Pessoa, Campina Grande, Santa Luzia, São José do Sabugi, São José de Piranhas A próxima reunião do ‘Fórum de Organismos de Políticas para Mulheres’, prevista para o dia 9 de abril, às 9h, também será realizada no auditório da Procuradoria Geral do Estado da Paraíba (PGE-PB), situada na Avenida Epitácio Pessoa, nº. 1.457, no 4º andar.

8 de Março – O ‘Círculo de Arte e Cultura’ será promovido entre os dias 8 e 10 de março, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, com programações artísticas e temáticas no Espaço Cultural José Lins do Rêgo, em João Pessoa.

O Fórum – Coordenado pelo Programa Estadual de Políticas para Mulheres (PEPM), o ‘Fórum de Organismos de Políticas para Mulheres – Paraíba’ foi instalado em 24 de novembro de 2009, pelo governador José Targino Maranhão. A reunião dos organismos municipais estruturados através da adesão ao ‘Pacto Nacional pelo Enfrentamento da Violência Contra a Mulher’, pretende estimular a articulação, formulação e trocas de experiências de gestão governamental.

“Esta troca de experiências ajuda a traçar estratégias para a implantação dos organismos de enfrentamento da violência contra a mulher em cada município do Estado, transmitindo orientações sobre a política, os serviços, os projetos e os recursos para cada Secretária da Mulher. È uma maneira da gestora não se intimidar com as dificuldades inerentes ao processo, aprendendo a lidar com as adversidades e garantir o funcionamento do organismo em sua plenitude”, conclui Douraci Vieira.
 

Da Assessoria de Imprensa da Casa Civil do Estado