João Pessoa
Feed de Notícias

Fórum de Economia Solidária reúne 60 representantes de segmentos em encontro estadual

segunda-feira, 6 de junho de 2016 - 11:44 - Fotos:  Secom-PB

O Governo do Estado, através da Secretaria Executiva de Segurança Alimentar e Economia Solidária (Sesaes), participou na sexta-feira (3) e sábado (4) do Encontro Estadual do Fórum de Economia Solidária, que aconteceu no Marista Eventos, na cidade de Lagoa Seca.

Participaram do evento anual cerca de 60 representantes dos segmentos que compõem empreendimentos econômicos solidários, membros do Fórum do Estado da Paraíba, fóruns regionais, entidades de apoio e fomento do FEES-PB, gestores públicos, movimentos sociais e visitantes.

O Encontro Estadual é a instância soberana do Fórum e acontece uma vez a cada ano. O objetivo principal é discutir políticas públicas voltadas para a economia solidária, como também, trabalhar o fortalecimento desse movimento em âmbito nacional e estadual.

A executiva Ana Paula falou sobre o avanço que a Economia Solidária teve com as parcerias do projeto das Ações Integradas e a criação da Sesaes. “A minha fala vem no sentido de que a Economia Solidária cresça e que a gente possa potencializar o diálogo e o trabalho em rede aqui no Estado da Paraíba. São diversas ações que vem sendo executadas e que estão impulsionando o crescimento e o fortalecimento dos segmentos de catadores, artesãos e agricultores familiares”.

Para a representante do Fórum e empreendedora Adriana Elizabete Meira, essa reunião é um passo importante para os empreendimentos. “Esses encontros são fundamentais, é um processo de discussão, articulação e conquista. Nele a gente ganha um grande aprendizado através da troca de experiências um com o outro. É aqui com esse trabalho coletivo que os empreendimentos se preparam para viver no mundo do mercado”.

O superintendente Regional do Trabalho, Einstein Coutinho, ressaltou que esse encontro é uma forma de integração participativa para entender na prática a Economia Solidária. “É um modelo de economia no qual se torna um grande elemento para alavancagem social. Por meio dela se permite a divisão igualitária de renda, dando, portanto, oportunidade a todos se fortalecerem e crescerem, gerando assim, emprego e renda nas regiões”, finalizou.