João Pessoa
Feed de Notícias

Forças de segurança registram 36 ocorrências no Folia de Rua

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014 - 11:21 - Fotos:  Walter Rafael/Secom-PB

Um efetivo de 1.600 policiais militares, 200 policiais civis e 500 bombeiros foi mobilizado nos primeiros quatro dias das prévias carnavalescas de João Pessoa. Também foram disponibilizadas câmeras de vídeo monitoramento e dez delegacias deram plantões para atender ocorrências.

Para o desfile do bloco ‘Virgens de Tambaú’, realizado no domingo (23), a Polícia Militar colocou 500 policiais a mais circulando entre os participantes, auxiliados por quatro câmeras de vídeo monitoramento instaladas em uma base móvel, no Busto de Tamandaré, área onde aconteceram os shows, e 20 Pops (ponto de observação policial) espalhados no percurso.

Na Avenida Epitácio Pessoa e nas ruas adjacentes a Polícia Militar também utilizou policiais sem farda, para identificar suspeitos de crimes, e viaturas, realizando rondas e abordagens próximas aos estacionamentos públicos.

Milhares de foliões participaram do bloco no domingo, que terminou com 11 pessoas detidas por agressão física, porte de drogas, furtos e roubos.

Nos primeiros quatro dias de festa, 36 pessoas foram detidas por roubo, furto, porte de drogas, desacato e agressão. Entre as prisões, está a de uma quadrilha do Rio Grande do Norte acusada de realizar vários furtos de celulares dos foliões, na sexta-feira (21). Através do GPS (tecnologia de localização) do celular de uma vítima, os policiais conseguiram interceptar o carro em que os suspeitos estavam, no bairro do Cristo. Com eles foram recuperados vários aparelhos. O secretário de Estado da Segurança e da Defesa Social, Cláudio Lima, esteve presente aos eventos juntamente com o comandante geral da Polícia Militar, Coronel Euller Chaves, para fiscalizar a aplicação do policiamento e identificar pontos que podem ser melhorados nos próximos dias de festa.

Cláudio Lima disse que foi disponibilizada toda estrutura para garantir a segurança dos foliões. “Reforçamos os principais locais de shows e blocos, tanto na Avenida Epitácio Pessoa quanto nos bairros, com uma estrutura de policiais militares, civis e corpo de bombeiros, além de manter normalmente o policiamento da cidade para garantir a tranquilidade também de quem não participa das festas”, explicou o secretário.

O comandante geral disse que o mesmo esquema deve ser utilizado para os próximos dias, principalmente no bloco ‘Muriçocas do Miramar’, que desfila na quarta-feira (26). “A partir da análise dos primeiros dias, onde empregamos o policiamento de várias unidades a pé, a cavalo e motorizado, vamos traçar novas estratégias para melhorar a atuação e garantir a paz tanto nas prévias de João Pessoa quanto no carnaval de todo Estado”, destacou o coronel Euller Chaves.

Delegacias – Para o registro das ocorrências do evento, a Polícia Civil instalou uma delegacia móvel no local e a 10ª Delegacia Distrital ficou aberta em caráter extraordinário durante os três dias de festa na Avenida Epitácio Pessoa. Funcionaram também em regime normal a 12ª DD, em Manaíra, a 9ª DD, em Mangabeira, bem como as delegacias especializadas: de roubos e furtos, roubos e furtos de veículos, repressão a entorpecentes, homicídios, da infância e juventude e também a da mulher, totalizando 10 delegacias abertas em João Pessoa, além da base móvel.

Nos bairros – No período de quinta-feira (20) até a noite do domingo (23), cinco armas foram apreendidas durante rondas nos bairros do Cristo, Mangabeira, Cruz das Armas, Tambauzinho e Centro. No total, 13 pessoas foram presas e apreendidas sob suspeitas de crimes.