João Pessoa
Feed de Notícias

Finanças já liberou R$ 27,9 milhões de empréstimo cedido pelo BNDES

terça-feira, 1 de dezembro de 2009 - 17:43 - Fotos: 
Pouco mais de três meses após o início da movimentação financeira do empréstimo do Governo do Estado junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a administração estadual já liberou, até o dia 30 de novembro, R$ 27,943 milhões. Esses recursos foram disponibilizados para diversos investimentos relacionados no plano de aplicação aprovado, e que devem ser executados até abril de 2010.

No mês de agosto, o valor investido foi de R$ 13,421 milhões, divididos entre as áreas de saneamento básico e habitação. Em setembro, os recursos foram destinados para as áreas de segurança, saneamento básico, habitação e infraestrutura, no montante de R$ 5,563 milhões. Para o mês de outubro, a Secretaria das Finanças liberou R$ 4,681 milhões. As áreas contempladas foram saneamento básico, habitação e infraestrutura.  

Em novembro foi utilizado, dos recursos provenientes do empréstimo do BNDES, o valor de R$ 4,250 milhões. Essa quantia também foi dividida entre os planos de saneamento básico, habitação e infraestrutura.  

Saneamento e infraestrutura – O programa de saneamento básico foi o que mais investiu, chegando ao valor de R$ 17,110 milhões, restando ainda para aplicar R$ 21,951 milhões. Os recursos estão sendo aplicados em obras de abastecimento de água e rede de esgotos, beneficiando população de 33 municípios.

Depois do programa de saneamento básico, a área que mais investiu, até o momento, foi a de infraestrutura. Para o setor foi liberado R$ 8,606 milhões. Com os recursos do empréstimo o Governo Estadual já deu andamento a obras de duas adutoras (Acauã e Congo), além de investimentos no perímetro irrigado das Várzeas de Sousa. Ao todo está previsto para ser utilizado no setor R$ 44,130 milhões.

Habitação – O plano de investimento da habitação foi previsto para ser empregado na conclusão da construção de 7.587 moradias, no valor de R$ 24,867 milhões. Desse valor, já foi aplicado R$ 2 milhões. Essas unidades habitacionais vão beneficiar famílias de 133 cidades.

Com a greve da Caixa Econômica Federal, as áreas de habitação e saneamento básico tiveram o andamento de seus projetos prejudicados, visto que as obras desses setores precisam de laudos de vistoria, fornecidos por técnicos daquela instituição.

Segurança – A área de Segurança Pública foi a única, até o momento, que já utilizou todo limite do seu plano de aplicação. O setor recebeu R$ 223,522 mil para investir em reforma e recuperação de delegacias, além da aquisição de equipamentos para a Academia de Ensino da Polícia do Estado. A importância liberada diz respeito apenas à contrapartida do Estado em investimentos conveniados com o Ministério da Justiça, que somam R$ 9, 3 milhões.

Saúde – Para o programa da saúde foram fixados recursos de R$ 79,45 milhões, os quais serão aplicados na aquisição de equipamentos e na conclusão e ampliação de hospitais. Os processos relativos a investimentos de aquisição de equipamentos chegam ao montante de R$ 52,800 milhões e já estão em fase de recebimento. Já o item referente a obras civis de hospitais tem licitações realizadas em novembro e agora em dezembro.

Segundo balanço das realizações, nesse final de exercício o programa co-financiado pelo BNDES tomará impulso em sua realização, considerando ainda o término da greve da CEF, fato que permitirá ainda o deslanche das obras de habitação e saneamento.

Da Assessoria de Imprensa da Secretaria das Finanças