Fale Conosco

9 de agosto de 2011

Festival Gastronômico da PB tem cobertura da imprensa especializada de São Paulo



A imprensa paulista especializada em turismo e gastronomia participou da abertura do Festival Gastronômico da Paraíba, que aconteceu na noite de segunda-feira (8) no restaurante Brasil a Gosto, na região dos Jardins, em São Paulo. O festival, que terá uma duração de três meses, é uma realização da empresária e ‘chef’ Ana Luiza Trajano, em parceria com o Governo do Estado, através da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), com apoio da Federação do Comércio da Paraíba (Fecomércio) e Convention Bureau de João Pessoa.

Entre o público presente na abertura do festival estavam o jornalista paraibano José Nêumanne Pinto (colunista do Estadão e SBT), a escritora Ana Cristina Suassuna e o ex-governador Cássio Cunha Lima. Entre os  jornalistas convidados estavam o editor de Turismo da Folha de São Paulo (FSP), Silvio Cioffi, a colunista da Folha, Mônica Bergamo, além de repórteres do Estadão e O Globo (sucursal). Também estiveram presentes editores de blogs e revistas especializadas em gastronomia. Todos receberam brindes e um pendrive com fotos e informações sobre a Paraíba.

Para a presidente da PBTur, Ruth Avelino, o evento é uma grande oportunidade de divulgar a Paraíba em seus diversos aspectos, mas, sobretudo, para um público formador de opinião e que amplia a informação positiva sobre o destino.

In loco – Para realizar o evento em São Paulo, Ana Luiza passou uma temporada na Paraíba para uma espécie de aprendizado da culinária paraibana. No Festival Gastronômico, a chef acrescentou alguns temperos novos, mas manteve as características da gastronomia do Estado, como o queijo de coalho, a fava, a carne de sol, a lagosta, o bode e até o quebra-queixo com nata. “Ela deu uma nova roupagem, com novos temperos, e ficou uma maravilha, todos adoraram”, disse Ruth Avelino.

 

Paralelo ao Festival Gastronômico, o Brasil a Gosto se transformou num atelier com a exposição do fotógrafo Antonio Ronaldo – que foca o homem nordestino – e com uma infinidade de obras de artes produzidas por artesãos paraibanos. Os trabalhos podem ser vistos e comprados. Estão em exposição bonecas produzidas na cidade de Esperança, o galo do município de Cuité  e a renda de São Bento. “Muitas peças já foram vendidas no primeiro dia da exposição, mas os trabalhos ficarão expostos até o final do evento”, afirmou a presidente da PBTur.

 

Show de humor – A cultura paraibana foi representada pelo artista popular Jessier Quirino, que fez um show que encantou a plateia durante mais de uma hora. “Foi um show arrasador”, definiu Ruth Avelino, que testemunhou o entusiasmo do público. “Esse tipo de evento são pequenas coisas que despertam a atenção e vontade das pessoas irem conhecer de perto nosso Estado”, enfatizou Ruth Avelino.