Fale Conosco

5 de maio de 2009

Festival de Grafitagem faz pré-seleção de trabalhos inscritos



O comitê organizador do “Festival de Grafitagem: Todos Contra o Tabagismo” fará na manhã desta quinta-feira (7) a pré-seleção de trinta artes inscritas no projeto. Os trabalhos selecionados serão disponibilizados na Internet para serem escolhidos pelo público. A pré-seleção acontecerá às 8h30 no auditório da Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa).

A próxima etapa do projeto será a seleção das pinturas e instalação nos murais que acontecerão de 14 a 16 de maio. A seleção popular através da Internet acontecerá entre os dias 20 a 28 de maio. As pessoas poderão escolher os trabalhos por meio do site www.saude.pb.gov.br.  No dia 29, acontecerá a premiação dos vencedores.
O Festival de Grafitagem está sendo realizado pela Secretaria Estadual da Saúde (SES), através da Agevisa, com os profissionais que trabalham com grafitagem.

“Esta é mais uma ação do Governo do Estado com o objetivo de alertar e conscientizar a população sobre os malefícios do fumo”, explicou Lourdes de Fátima Sousa, gerente operacional do Núcleo de Doenças e Agravos Não Transmissíveis da SES.

Ela disse que com mais essa ação educativa e preventiva a SESe espera, com a participação dos grafiteiros, que se tornarão mais um aliado nas ações de combate e prevenção ao fumo, divulgar nos muros e em e diversos locais de grande visibilidade e de fluxo de pessoas, na Capital, os malefícios que o tabaco provoca no organismo humano.

“Vamos usar a arte contra o tabagismo e incentivar a participação popular por meio da escolha e premiação das três primeiras artes selecionadas e, com isso,  fomentar a participação da sociedade contra a maior causa de morte que pode ser prevenida no mundo: o tabagismo”, explicou Lourdes de Fátima.

De acordo com dados do Núcleo de Doenças e Agravos Não Transmissíveis da SES, a Paraíba possui 750 mil fumantes. O Estado é pioneiro em ações antitabagismo. Em 2008, foram registrados 196 casos de câncer de pulmão, 37 de boca, 49 de laringe, 48 de faringe e 205 de casos de câncer de estômago.